segunda-feira, 31 de agosto de 2009

É um sucesso a política do uso de drogas em PT

Em 2001 o governo português decidiu descriminalizar a posse e o uso de qualquer tipo de droga, entre elas a cocaína e heroína. Na época, quase que o mundo desabou sobre a Terra Lusitana e Portugal chegou a ser classificado como “o país mais vergonhoso e o pior gueto de drogas da Europa”. Passados alguns anos, porém, toda essa previsão alarmista caiu por terra.


Um estudo do Cato Institute revelou que nenhuma das previsões sombrias sobre a descriminalização se concretizou. Ao contrário. Não houve o tão alardeado desenfreado consumo de drogas entre os jovens e Lisboa não se transformou em um paraíso junkie.


Para surpresa dos conservadores religiosos de plantão, o tráfico de drogas e a incidência de outros problemas relacionados a elas (tipo doenças sexualmente transmissíveis) diminuíram e as mortes por overdose caíram substancialmente.


PS: Não confundir descriminalização com despenalização ou legalização total. O uso de drogas continua sendo ilegal em Portugal. Qualquer pessoa portadora drogas poderá ser abordada pela autoridade policial. As drogas serão confiscadas e a pessoa é encaminhada ao serviço público de saúde pra ser convencido a se tratar caso seja dependente.


Fonte.