sexta-feira, 25 de setembro de 2009

“Vilada Cultural” comemora os 80 anos da Vila Itororó

vila itororo Para comemorar os 80 anos da Vila Itororó, o antigo casarão que é um dos principais marcos arquitetônicos de São Paulo, transformado em um conjunto de moradias, no coração do bairro do Bexiga, as companhias de teatro Em(pulso) Coletivo e Mapa Xilográfico promovem a 1ª Vilada Cultural, neste sábado, 26. O nome dado ao evento faz uma paródia com a Virada Cultural, promovida pela Prefeitura, com atrações durante 24 horas ininterruptas. "A ideia é fazer quase isso", convida a atriz Marília Amorim, do Em(pulso), para a festa, que vai se estender até a noite. Continua.

A Vila Itororó foi construída pelo tecelão português Francisco de Castro, em 1922. Além do casarão de 4 andares, a Vila era formada também por outra 37 casas ao redor e ocupava uma área de 4,5 mil m2. Alguns de seus ornamentos construtivos - colunas, capitéis e mascarões - vieram do teatro São José, demolido naquela época.

Foi a primeira residência da cidade a ter uma piscina particular, aproveitando a nascente do riacho do Vale do Itororó (atual avenida 23 de Maio). Mais tarde, a Vila Itororó foi leiloada para cobrir dívidas do tecelão, sendo arrematada pela Santa Casa de Indaiatuba, que a alugou durante muitos anos para outras pessoas, gerando os recursos disponíveis para a manutenção e folha de pagamento do HAOC – Hospital Augusto de Oliveira Camargo. Fonte e imagem.