terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Jacinta, o jazz tuga no seu melhor

jacinta- clave do sul

Jacinta é uma das maiores cantoras portuguesas. Não, não é fado. É jazz. E jazz de qualidade incontestável. É a primeira artista lusa a gravar com o selo Blue Note Records, a gravadora dos gigantes do jazz, entre eles John Coltrane, Miles Davis, Dizzi Gillespie e Tenolius Monk. Como se vê, a mulher só anda com ótimas companhias.

“Songs of Freedom” é seu último trabalho. Neste álbum, Jacinta traz a música pop dos anos 60, 70 e 80 para o jazz. Ray Charles, Sting, Stevie Wonder, Michael Jackson, Bob Marley e Beach Boys ganham releituras jazzísticas. “Redescobri várias canções fazendo uma abordagem minimalista de músicas extremamente marcadas pela bateria”, diz ela (leia mais aqui). Do disco participam também Pedro Costa (piano) e Paulo Gravato (sax tenor e barítono).

Estudante de música desde os 4 anos, Jacinta mudou-se pra Nova Iorque em 1997 para estudar na Manhattan School of Music, onde recebeu uma bolsa de estudo para a realização de seu mestrado em “jazz vocal”. Mais informação em seu site oficial.