quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Foragidos do Rock: Robert Johnson


Por achar bem interessante, publico aqui no Clave sinopse da série “Foragidos do Rock”, da revista espanhola EfeEme (*).
Um grande mistério sempre girou em torno da figura de Robert Johnson, o bluesman que sintetizou os sons originais do Mississippi. Ninguém pode dizer exatamente como Robert Johnson aprendeu a tocar guitarra. Mas uma coisa é certa: ele sabia como levar seus ouvintes ao universo dos amores do passado, a suas histórias de feitiço e a sua tristeza engasgada.
Para Eric Clapton, o melhor guitarrista de blues. Para a história, um dos pioneiros do gênero e a mais obscura das lendas: dizem que vendeu a alma ao Diabo. Continua (castelhano)
-->
-->

(*) “O jornalista Gregorio Doval, em seu livro divertido “Breve História do Oeste Selvagem” define o mundo de bandidos, que sacudiu os Estados Unidos na segunda metade do século 19, como extremamente contraditório: uma amálgama de pessoas altamente seguras, mas também ingênuas; ignorantes, mas audazes e criativas; generosas, mas egoístas e teimosos (...). Extrapolando para a música, a definição é mais que correta, pois o mundo de bandidos do rock é também contraditório e inconsistente”.

Foi a partir dessa ótica que a revista espanhola criou a série “Foragidos (bandidos) do Rock”.