segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

A Maça Proibida

Em uma decisão bastante polêmica, a Apple retirou em menos de uma semana cerca de 5.000 aplicativos de conteúdo erótico de sua loja online norte-americana, a AppStore.

Embora não tenha divulgado qualquer nota oficial sobre o assunto, alguns desenvolvedores de softwares para iPhone começaram a reclamar que seus programas tinham sido removidos das lojas online sem qualquer aviso prévio, o que, segundo eles, corresponde a uma forma de censura.

Atualizado - A empresa britânica Simply Beach, que faz biquínis e roupas para natação, se considera injustiçada. “Você pode ver muito mais na sua piscina. Esperamos que a mulher que compra nossos produtos se sinta sexy, mas não é o tipo de coisa que os homens baixam com intenções sexuais”, disse Gerrard Dennis, diretor da empresa ao jornal “The Sun” (leia mais aqui).

John Attherton, o criador do programa “Wobble” (veja vídeo), foi à procura de explicações, uma vez que a Apple não havia informado nenhuma mudança na sua política de postagem de material adulto. Segundo o programador, a Apple está sim exercendo censura e até recebeu da empresa da maçã os “7 mandamentos” pra que um produto de teor adulto seja aprovado:

1- Nada de imagens de mulheres de biquínis (colantes de patinação estão proibidos).

2- Nada de imagens de homens de biquínis (eu não perguntei sobre colantes de patinação para homens).

3- Nada de pele (o cara realmente respondeu com essas palavras - eu perguntei se uma burca seria permitida, o cara ficou irritado).

4- Nenhuma imagem indicando que “Wobble” possa ser usado para balançar seios (é, teremos que remover essa imagem no ícone).

5- Nenhuma conotação ou citação sexual (peitos, seios, bunda, gostosa, sexo - tudo banido).

6- Nada que seja sexualmente excitante (eu duvido que muita gente ficaria excitada só pela imagem acima, mas os conservadores da Apple devem se animar com coisas bem mundanas para considerar “Wobble” excessivamente erótico).

7- Nenhum aplicativo será aprovado, se de alguma forma contenha teor erótico (não sei como a Playboy ainda está lá, mas...).

Fonte: ABC(ES)