quinta-feira, 22 de abril de 2010

O primeiro transplante total de rosto do mundo

O primeiro transplante total de rosto foi realizado no Hospital Vall d'Hebron, em Barcelona (Espanha), no último 20 de março. A cirurgia demorou 20 horas e contou com a participação de 30 profissionais.
O paciente recebeu o transplante de toda a pele e músculos da face, lábios, maxilar superior, todos os dentes, palato, ossos da maçã do rosto e da mandíbula, com as respectivas cirurgias plásticas e microcirurgias reparadoras dos vasos sanguíneos. Segundo o cirurgião chefe, os 11 transplantes anteriores foram parciais.
O receptor, cuja identidade é mantida em sigilo, é um homem espanhol jovem que tinha uma séria deformidade no rosto sofrida há 5 anos, causada por um traumatismo. Essa deformidade o impedia de respirar pelo nariz ou boca e dificultava a deglutição e a fala.
Segundo a equipe médica, o paciente passa bem e ficou satisfeito com o resultado e já até se olhou no espelho. Ele deverá voltar a falar, comer e também a sorrir e rir em algumas semanas.
A cirurgia foi feita em 3 etapas:
Remoção de enxertos de doadores
- O rosto do paciente foi reduzido para substituir os tecidos que tinham sido removidos.
- Depois, os tecidos moles da face, incluindo as veias e artérias, foram extraídos e identificados nervos motores e sensoriais para atingir as estruturas ósseas que tinha de ser transplantado.
Remoção das estruturas ósseas
- O enxerto foi preservado em condições especiais até que o receptador fosse preparado para a cirurgia.
O transplante
- A cirurgia começou com a identificação das artérias e veias, seguido de revascularização facial do recptor.
- Confirmação da vitalidade do enxerto: fluxo sanguíneo completo e qualquer tipo de rejeição.
- Após serem feitos desvios para circulação sanguínea, as estruturas comprometidas do receptor foram removidos e submetidos à osteossíntese, ou seja: reconstrução da mandíbula, queixo, nariz e maçãs da face, com o uso de material metálico (placas e parafusos).
- Sem seguida, mucosas e músculo foram suturados.
- Por fim, nervos foram conectados e a cirurgia terminou com a sutura da pele. Aqui, vídeo de simulaçao de como foi realizado o transplante.
***
O rosto é a única parte do nosso corpo dotado de todos os sentidos (visão, audição, paladar, olfato e tato). Ele é também um grande “cartão de visita”, que além de nos apresentar feios ou bonitos aos olhos dos outros, externa alguns dos nossos sentimentos, assim como felicidade, tristeza, raiva. É como se fosse a “extensão de nossa alma”, como dizem alguns. Considerando essas questões, fico aqui perguntando para os meus botões: quais seriam os impactos psicológicos no transplantado?