sábado, 22 de maio de 2010

O Dia Em Que o Touro Venceu

separador Um toureiro espanhol foi gravemente atingido. O chifre do touro atravessou a sua mandíbula e apontou na boca.
Hoje uma das grandes polêmicas na Espanha é se se proíbe ou não as festas taurinas (touradas). Os que as defendem dizem que o fazem em nome de uma tradição. Os que são contra argumentam que não tem sentido causar qualquer sofrimento a um animal para fins de entretenimento.




Polêmica à parte, para aqueles que torcem pro touro (e este não é o meu caso) vai aqui uma notícia. O toureiro espanhol Julio Aparicio foi chifrado no rosto quando participava da Festa de San Isidro, na arena de Las Ventas, em Madri. O chifre o touro atravessou a sua mandíbula e apontou na boca, logo após ele ter sofrido uma queda.
Abaixo, vai o vídeo (as imagens são fortes).

O toureiro, um dos mais populares da Espanha, foi operado e seu quadro médico está estável, porém grave, segundo médicos da capital espanhola. Mais informação aqui (em castelhano).
Atualização - O toureiro já está fora de perigo. Ele saiu ontem (24) da UTI e já foi removido para um  quarto do hospital. Segundo os médicos, embora a recuperação seja bem lenta, ele não terá sequelas significativas.
_______________
O ritual de morte
picadores   tourada 1- A tourada tem seu início com a soltura do touro na arena, onde se dará a primeira das três fases da corrida. Nesta etapa, o toureiro entra com uma capa vermelha de forro amarelo, acompanhado por 3 assistentes (peones). O objetivo é cansar o animal e levá-lo para ser "picado". Neste momento, entram em ação os picadores, cavaleiros com lanças que espetam o animal para diminuir a força dos músculos do pescoço e das patas dianteiras.
banderilhero   tourada 2 - Assim que o picador dá as suas estocadas, inicia-se a segunda etapa. Os "banderilleros" entram em cena para enfiar as banderillas (dardos pontiagudos cobertos de papel de seda colorido) no dorso do animal. O objetivo nesta fase é o de enfurecer o tourol, que fica meio extenuado com depois de ser "picado".
matador 3- É chegada a hora do sacrifício. O toureiro (agora denomiado matador) enfrenta o animal apenas com a muleta (uma espécie de capa vermelha com 56 cm de largura, fixada num bastonete de madeira). Nesta fase, o touro é toreado com somente uma das mãos. O show começa verdadeiramente agora e o dever do toureiro é de proporcionar o melhor espetáculo possível ao público. E quanto maior a sua ousadia e investidas do touro às suas provocações, mais o público o exaltará.

morte do touro A tourada termina com uma série de passes (manobras) em que o matador tenta com a muleta manobrar o touro para deixá-lo em posição de abate: de cabeça para baixo e com as patas dianteiras unidas, uma posição que o deixa bem vunerável diante do seu algoz. Ou seja, com o dorso bem exposto, onde o matdor tentará enterrar a sua espada num local chamado “hoyo de las agujas” (algo como "cova das agulhas"), com o objetivo de atingir a aorta do bicho para que a sua morte seja quase instantânea.