quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Pílula dos 5 dias é mais eficaz que a do dia seguinte

assinaturaSua ação consiste em bloquear ou retardar a ovulação e tem eficácia até 5 dias após ato sexual desprotegido.



pregnadel O contraceptivo batizado de “a pílula dos 5 dias seguintes” é mais eficaz do que a tradicional pílula do dia seguinte. Quem garante isso é o presidente do Grupo para o Estudo da Mulher (Madri) e chefe do departamento de ginecologia do Hospital Geral da Ciudad Real (Espanha), dr. Javier Haya.
Segundo Haya, a razão pela qual esta nova pílula é mais eficaz para proteger as mulheres de uma gravidez indesejada deve-se ao fato dela atrasar a ovulação durante mais tempo, oferecendo assim "uma taxa de eficácia muito alta com cinco dias de margem", pelo que constitui uma boa "ferramenta para evitar gravidezes não desejadas". A chamada pílula do dia seguinte atualmente disponível no mercado se torna ineficaz 72 horas depois da relação sexual.

Numa pesquisa realizada na Inglaterra, especialistas rastrearam 1.700 mulheres com idades entre 16 anos e 36 anos, que receberam contraceptivo de emergência num prazo de 3 a 5 dias, depois de uma relação sexual sem proteção.
De forma aleatória, as participantes tomaram uma ou outra pílula. Das 844 mulheres que tomaram a pílula dos 5 dias(acetato de ulipristal) nas primeiras 72 horas depois do ato sexual sem proteção, 15 engravidaram (1,8%). No grupo de quem tomou a pílula do dias seguinte (do levonorgestrel), o contraceptivo falhou em 2,6% dos casos (22 gestações).
pilula dos cinco dias A ellaOne (seu nome comercial) foi aprovada na Europa no ano passado e já está disponível em 22 países. Nos Estados Unidos, a sua comercialização foi liberada pela Agência de Drogas e Alimentos, órgão que regulamenta os medicamentos no país, em junho deste ano. No Brasil, o laboratório fabricante (o francês HRA Pharma) já pleiteou a sua liberação, mas até o momento não obteve resposta do Ministério da Saúde. Agurademo, pois.