sábado, 6 de novembro de 2010

Capas de discos polêmicas e que foram censuradas

assinatura Lista de algumas capas de discos mais polêmicas da história e que foram alteradas ou até mesmo censuradas.


A arte das capas de discos precisa ser fundamentalmente criativa e, sobretudo, atrativa, pois ela pode ser um dos itens que podem alavancar a vendagem. Principalmente por alguns que compram coisas sem saber o porquê.
Entretanto, por pressões de diversas naturezas, vários artistas foram obrigados a mudar a arte original das capas de seus discos devido por gerarem fortes polêmicas.
The Beatles - Yesterday and Today (1966) - O disco mostrava os Beatles segurando partes de uma boneca todos ensanguentados. Por ordem da gravadora, todos os discos foram recolhidos e sua capa foi mudada. Hoje, é um dos discos mais raros e valiosos dos Beatles.
John Lennon e Yoko Ono - Two Virgins (1968) – Este foi o primeiro disco do casal. A partir daí, os não só firmaram uma parceria musical como também amorosa. É um álbum experimental, mas de péssima qualidade musical. Creio que se não fosse o impacto da capa, teria passado batido na época.
The Jimi Hendrix Experience - Electric Ladyland (1968) - Em "Eletric Ladyland", Hendrix consolidou-se também como produtor e diretor. Lançado em setembro de 1968, este foi o seu terceiro disco. Ao assumir o controle total da produção e direção dos trabalhos em estúdio, ele se livra da pressão de seus produtores anteriores, que só visavam engordar as suas contas bancárias com resultados imediatos. Tanto que as músicas foram gravadas e regravadas à exaustão. Este disco mudaria o rumo da música pop.
Rolling Stones - Beggars Banquet (1968) - O ano de 1968 foi muito fértil para a música pop internacional. Depois do lançamento do “Their Satanic Majesties Request” (1967) - uma frustrada viagem de Mick Jagger, Keith Richards, Brian Jones, Bill Wyman e Charlie Watts ao psicodelismo -, os Rolling o LP “Beggars Banquet”, um dos grandes discos da história do pop.
David Bowie - Diamond Dogs (1974) - Depois de toda a piração em torno de Ziggy Stardust, Bowie resolve abraçar a apocalíptica obra de George Orwell, "1984". De concepção meio que experimental, não é um disco que retrata com nitidez todo o talento de Bowie, mas é um álbum pra se entender um pouco o que foi glam-rock.
Roxy Music - Country Life (1974) - Mostrar belas mulheres em suas capas não era novidade nenhuma pra banda britânica. Mas a nudez das deliciosas modelos Eveline Grunwald e Constanze Karoli foi muito pra cabeça de muita gente. Resultado: a capa acabou sendo censurado nos EUA e em alguns países da Europa. O disco é um dos clássicos glam-rock.
Guns N' Roses - Appetite for Destruction (1987) - É o disco de estréia da banda, cuja capa original traz a imagem de um robô estuprador. Apesar do enorme sucesso comercial (vendeu mais de 40 milhões de cópias), a gravadora cedeu às criticas e substituiu a capa por uma versão mais digerível.
Scorpions - Virgin Killer (1976) – Na Alemanha, país de origem da banda, até que a capa passou batida. Mas nos EUA é proibida até hoje sob a alegação de fazer apologia à pornografia infantil. No Brasil, a imagem foi substituída por um escorpião caminhado sobre a bunda de uma mulher. Por razões óbvias, mative a tarja de “censurado” na arte original.

Gal costa – Índia (1972) - O disco mostra detalhes da deliciosa  anatomia da cantora. A censura tupiniquim então caiu de pau (noutro sentido, é claro) e proibiu a sua distribuição. A saída da gravadora foi então envolver o álbum plástico azul, o que aumentou ainda mais a curiosidade do público, acarretando numa grande vendagem.


Tom Zé – Todos os Olhos (1973)  - Por muitos anos acreditou-se (eu até hoje) que a capa do disco “Todos os Olhos” , do irreverente  tropicalista Tom Zé,  fosse uma foto de uma bolinha de gude fixada  em um ânus de uma modelo.

O objetivo  do poeta concretista Décio Pignatari,  na época  o produtor visual do disco,  era o de confrontar a forte (mas burrra) censura da ditadura militar tupiniquim. E essa versão foi mantida até há pouco tempo.

Entretanto, a idéia não foi concretizada devido à dificuldade encontrada no memento de fazer a produção fotográfica. Assim, a solução encontrada foi a de colocar a tal bolinha na boca da moça. Resta saber agora se pelo menos trocaram polêmica bolinha.