terça-feira, 30 de novembro de 2010

Gaga e outros famosos cometem twiticídio coletivo

assinatura Encabeçadas por Alicia Keys, celebridades cometem “suicídio coletivo” nas redes sociais em prol das crianças vítimas da Aids.

kim-kardashian-digital-death-photo R.I.P Kim Kardashian 
Keep_a_child_alive_logo Pode você gostar ou não de seu estilo, gênero ou até comportamento. Mas sempre que podem algumas celebridades se juntam em defesa de causas beneficentes.
Esta última é de matar. Ou quase. Acontece que algumas estrelas decidiram “morrer”. Entre elas, Lady GaGa. Calma, que eu explico, pois é por uma boa causa.
Para marcar de forma bem original o “Dia Mundial Contra a Aids”, 1º de dezembro,  alguns famosos cometeram  suicídio coletivo no Facebook e no Twitter.
alicia-keys-digital-death-photo
serena-williams-digital-death-photo R.I.P Alicia Keys e Serena William
O objetivo é não dar qualquer sinal de vida digital enquanto a campanha “Keep a Child Alive” (em português, “Mantenha uma Criança Viva”), encabeçada por Alicia Keys, não arrecadar um milhão de dólares em donativos em prol das crianças vítimas da Aids na África, onde existe mais de 20 milhões de pessoas infectadas.
Até o momento, a campanha já tem a adesão de Justin Timberlake, a socialite Kim Kardashian, Elijah Wood, Jennifer Hudson o do cantor Usher.
Sob slogan “Digital Life Sacrifice” ("Sacrifício da Vida Digital"), outras celebridades participantes são: Jeniffer Hudson, Elijah Wood, Janelle Monae e Serena Williams.
Eles deverão gravaram vídeos de seu “último testamento  digital” e, em seguida, vão aparecer em anúncios nos quais aparecem em caixões, representando sua “morte digital”.

Boralá colaborar, gente!Pode ser com donativos ou divulgando a campanha.