quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

As fantásticas imagens científicas de 2010

assinatura A oitava edição do “Fotciência”, concurso espanhol dedicado à fotografia científica, escolheu as melhores imagens do ano.


O começo do âmbar A foto de um inseto capturado por uma gota de resina foi a grande vencedora do concurso, que foi criado pelo Conselho Superior de Pesquisas Científicas e pela Fundação Espanhola para Ciência e Tecnologia. Ela leva o nome de “O Começo do Âmbar” e foi fotografada por Pedro Ramos.
O objetivo deste concurso é o de aproximar a Ciência e a Tecnologia dos cidadãos comuns através da visão artística e estética representadas por imagens científicas.


Noite Estrelada' Noite Estrelada de Van Gogh – Venceu na categoria “Micro”. Foto de microscopia ótica para registrar a imagem de fios de cobalto sobre superfície de grafite (Martí Busquets Fité e Miriam Varón).
Da desordem à ordem Da desordem a ordem – Na imagem é possível ver como os átomos Cu, Ga e Se começam a se entrelaçar formando uma estrutura piramidal quase perfeita: o composto CuGaSe2. (Ramón Fernández).
A Ciência e Você Menção honrosa - Beatriz Fernández Muñoz foi a vencedora na categoria 'A Ciência e Você'. A foto mostra a proteína verde fluorescente do citoplasma de duas células.
Cores_verde-branco 
Além das imagens do concurso espanhol, selecionei outras imagens que também tiveram destaque durante este ano.
Photon Worshippers Photon Worshippers – A imagem mostra o Sol se pondo na praia de Pfeiffer com seus raios passando no meio da fenda na rocha. Este fenômeno acontece apenas algumas semanas por ano. A foto foi vencedora da categoria “Pessoas e Espaço”, do Concurso Britânico de Fotos de Astronomia (Steve Christenson).
Siberian Siberian Totality - A imagem foi tirada durante um eclipse total do Sol. A foto ganhou o primeiro prêmio na categoria “Nosso Sistema Solar”, concedido pelo Raal Observatório Astronômico de Greenwich (Anthony Ayiomamitis).
formigas Uma maravilha de formigas – Melhor fotografia do ano segundo o concurso “Veolia de Fotografia de Natureza” (Bence Máté)
leao comegirafa Leão comendo uma girafa – A imagem levou o premio “Veolia de Fotogrfia de Natureza” (Jurgen Ross).
peixe com mãos Peixe com mãos – Um das espécies mais bizarras fotografado pela National Geogrphic.
morcego yoda Morcego Yoda – Uma das espécies mais estranhas descoberta também pela National Geographic.
tartaruga em problemas Tartaruga com problemas – Tartaruga marinha enroscada numa rede de pescar. A imagem ganhou o premido do Museu de História Natural de Londres (Jordi Chias Pujol)
Cores_verde-branco
Para marcar os 20 anos do Hubble, a Nasa divulgou imagens  produzidas pelo telescópio espacial. Ao todo, foram mais de um milhão de fotografia tiradas no espaço.
Eta Carinae_thumb[3] Pequena parte da nebulosa Eta Carinae, conhecida como uma das maiores regiões de nascimentos de estrelas da galáxia.
Galáxia do Sombrero[6] A Galáxia do Sombrero (chapéu em português), distante a 28 milhões de anos luz da Terra. As dimensões desta Galáxia, oficialmente denominada M104, tem uma aparência espetacular. Ela têm 800 bilhões de sois e um diâmetro de 50.000 anos luz.

noite estrelada[5] Noite Estrelada, assim chamada por lembrar aos astrônomos um quadro de Van Gogh com este nome. É um halo de luz que envolve uma estrela da via Láctea.

Galáxia Formiga[5][4] A Nebulosa da Formiga, que é uma nuvem de poeira cósmica e gás, cujo nome técnico é Mz3. Assemelha-se a uma formiga quando observada por telescópios fixos. Esta Nebulosa, distante da nossa Galáxia entre 3.000 a 6.000 anos luz. Veja mais imagens aqui.