sexta-feira, 4 de março de 2011

Aluna, a primeira super-heroína latina de videogame

De protagonista de histórias em quadrinhos, ela é agora a estrela do jogo "Heroes de Newerth". A deliciosa atriz Paula Garcés dá voz à personagem.


Ela é como qualquer outra super-heroína norte-americana: astuta, inteligente, turbinada, cheia de curvas, peitões e roupas sensuais. Mas ela é na verdade Aluna, uma indígena colombiana, que de protagonista de histórias em quadrinhos se converteu na primeira super-heroína latina de videogame, estrelando o jogo "Heroes de Newerth".

Criada há um ano, pela atriz Paula Garcés (que dá voz à personagem) e seu marido Antonio Hernández, Aluna é uma mulher latina “forte, ágil e inteligente”, cuja personagem foi inspirada nas tribos indígenas Kogui - em Sierra Nevada de Santa Marta - e na pré-colombina Tayrona da Colômbia, que ocupou a mesma região.
No ano passado, ambos lançaram a primeira revista de história em quadrinhos no qual a princesa retorna da Espanha, onde foi levada pelos colonizadores para lutar por seu povo, disse Paula Garcés.
A atriz, que também é apresentadora de um programa da rede NBC, disse que, após uma intensa pesquisa em busca de algo diferente, aprendeu detalhes da história da colonização da Colômbia que desconhecia, como o genocídio aos indígenas.
"Nos perguntamos o que teria ocorrido se este personagem tivesse existido. Essa pergunta nos levou a criar Aluna", para defender seu povo, assinalou Garcés, filha de pai mexicano e mãe colombiana, que cresceu no bairro latino do Harlem, em Nova York. Fonte: El Mundo (ES)