quarta-feira, 30 de março de 2011

O erotismo verde e corretamente sustentável

assinatura post A filial mexicana do Greenpeace lançou em seu site uma cartilha com os mandamentos para se ter uma vida sexualmente sustentável e ecologicamente sadia.


sexo ecologicamente correto A notícia é bem antiga (agosto de 2008), mas vale a pena recuperá-la. Apesar de não morrer de amores pelo Greenpeace, não posso deixar de elogiar a imaginação de seus militantes.

Segundo o artigo publicado pela filial mexicana, a filosofia de ser ecologicamente correto também pode ser levada pra cama. É o caso, por exemplo, de substituir os brinquedinhos sexuais fabricados com substâncias tóxicas (PVC, silicone ou metais cromados) por outros de materiais naturais ou  reciclados.
Sob o slogan “ser verde nunca foi tão erótico”, o tal guia pretende promover um sexo amigo do meio ambiente. O primeiro “mandamento” da cartilha diz que os amantes devem apagar as luzes durante o sexo como uma forma de economizar energia (pelo menos essa). Já no último, o Greenpeace orienta que se “faça amor, não guerra”. Esta dica vale para o sr. Obama.
Enfim, transcrevo abaixo alguns desses mandamentos e aqui está a íntegra (em castelhano) do texto.
comida afrodisiáca Para quem acredita, utilizar frutas afrodisíacas orgânicas. Nada de transgênicos ou pesticidas.
ostras afrodisiacas 1 Não consumir ostras, mariscos e camarões. Use óleos ou sabões aromáticos para esse fim. Além de não ter qualquer evidência científica que a ostra é afrodisíaca, sua retirada em excesso prejudica a fauna marinha. Caso você acredite nesse milagre, vá de guaraná.
Mouth  8 _  Tom Wesselmann[5] Utilize apenas lubrificantes à base de água, nunca à base de petróleo ou vaselina. A língua, por exemplo, é um excelente instrumento de lubrificação natural. Se ela foir insuficiente, use os a base de água.
vibradodores Brinquedinhos eróticos de PVC devem ser evitados. Use os de produtos naturais, como os de látex ou de couro. Os de materiais recicláveis também são recomendados.
sexo na banheira Banhar-se junto com o parceir@ para economizar água. O que não deixa de ser bem excitante a coisa.
sexo ecologico na cama A cama deve ser sustentável (em qualquer sentido) com uso de madeira certificada, o que significa que nenhuma floresta posta abaixo para seus belos momentos de prazer.