quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Comentários pseudocientíficos das celebridades

Nicole Polizzi Em sua lista anual do que considera os piores abusos do ano contra a ciência vindos das celebridades, a Sense About Science (SAS) selecionou a estrela de reality show da TV norte-americana, Nicole Polizzi, como a principal agressora.


“Não gosto de ir à praia, odeio tubarões e a água está cheia de esperma de baleias. Por isso, a água do oceano é salgada”, disse Polizzi em uma entrevista.
Bem, geralmente onde há celebridades há também asneiras. É uma dieta da moda daqui, pulseiras e cristais milagrosos dali. Enfim, é um rol de bobagens que atentam contra a inteligência de qualquer reles mortal e, principalmente contra qualquer princípio científico.
Christian Louboutin _ sapatos Christian Louboutin, designer francês de sapatos, relatou uma conversa que teve com uma cliente que se disse acadêmica. Segundo ele, a sexualidade do salto alto está no arco formado pelo pé. “Isso porque essa é a posição em que o pé da mulher fica quando ela tem um orgasmo. Colocando o seu pé em um sapato com salto, você se coloca em uma situação orgástica'", conta Louboutin. É mole?
Simon Cowell Já o jurado de programas da TV britânica Simon Cowell diz que tomar um coquetel de vitaminas C, B12 e magnésio por via intravenosa o mantém mais jovem. “ É uma sensação incrivelmente excitante. Você sente todas as vitaminas passar por você. É muito relaxante", diz ele.
Entretanto, nutricionistas esclarecem que é pouco provável que o “tratamento” proposto por Cowell traga algum grande benefício, ao menos que alguém tenha alguma deficiência de vitaminas. A princípio, a ingestão de alimentos é capaz de fornecer todas as vitaminas que uma pessoa saudável necessita.
Michele Bachmann Outra que falou merda foi a pré-candidata republicana à presidência dos EUA Michele Bachmann. Ela contou uma história num programa de TV sobre uma mulher que teria dito que “a sua filha ficou mentalmente retardada" depois de se vacinar contra o papilomavírus humano (HPV).E o pior: ela defendeu esse absurodo em debate na TV.
suzi quatro A roqueira Suzi Quatro foi outra que entrou para a lista da SAS. “Era comum eu ter dores fortes de garganta e uma de minhas irmãs me disse que todas as doenças têm origem nos intestinos. Comecei então a tomar algo como um laxante com suco pela manhã e notei uma enorme diferença”, disse a contrabaixista.
“O intestino é muito importante em algumas condições, mas certamente não é a causa de todas as doenças ", disse Melita Gordon, um gastroenterologista. "A dor de garganta não vem de seu intestino, mas é causada por vírus que entram pelo nariz e boca.
Miranda Kerr Outra coisa que é bem comum nas celebridades é dar dicas de beleza. Miranda Kerr, por exemplo, diz que o óleo de coco é um santo remédio para manter a pele linda e rejuvenescida.
Outra que também é fissurada pelo coco é a atriz e cantora Juliette Lewis. Ela diz que a água de coco é o líquido mais hidratante que existe e é muito melhor do que bebidas esportivas industrializadas.
Mas isso não é verdade. Um nutricionista esportivo afirmou que a água de coco tem metade da quantidade de carboidratos que as outras, mas tem um equilíbrio diferente de sais do que uma bebida esportiva típica e por isso é menos hidratante.
Pippa Middleton Já quanto à alegação de Pippa Middleton de que enxaguar o cabelo com água fria fecha os poros e dá mais brilho, um cientista afirmou que a lavagem com água (seja quente ou fria) não fecham ou suavizam as cutículas de um de cabelo, mesmo porque o cabelo não tem poros.
Gisele Bündchen Gisele Bündchen afirmou que não coloca o "veneno do protetor solar na pele" e que não usa nada sintético. Mas uma farmacêutica afirmou que as pessoas podem se surpreender com a grande variedade de materiais sintéticos em muitos aspectos da vida. A palavra sintética não significa algo ruim, assim como a palavra natural não significa que é algo 100% seguro e benéfico.
“É desafiante desmentir os comentários de famosos sobre ciência e saúde, pois seus pontos de vista têm uma grande eco. Reverter essa situação é muitoi difícil”, diz o diretor da SAS , Tracey Brown.
A SAS é uma organização britânica que conta com mais de 5 mil cientistas e centenas de organizações que se inscreveram para ajudar a desfazer e elucidar os equívocos propagandeados pelas celebridades, como a promoção das pseudociências, por exemplo.