sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Os 10 maiores avanços científicos de 2011

ciencia
assinatura post A descoberta de que o tratamento contra o HIV também diminui a transmissão do vírus foi considerada o maior avanço científico de 2011. O estudo demonstrou que quem é tratado contra o HIV com drogas anti-retrovirais tem 96% menos chance de transmitir o vírus a seus parceiros sexuais.

Até a publicação da pesquisa, havia uma grande polêmica se as drogas anti-retrovirais tinham ou não o efeito duplo de tratar os portadores e restringir o contágio.
A pesquisa foi coordenada pela Universidade da Carolina do Norte (EUA) e começou a ser feita em 2007 e envolveu 1.763 casais heterossexuais em 9 países. Cada casal incluía um parceiro contaminado pelo HIV e outro livre do vírus. Os pesquisadores administraram drogas anti-retrovirais em metade dos casais e compararam o porcentual de infecção dos parceiros nos quatro anos seguintes.
Veja abaixo as demais:
Poeira de asteróide Poeira de asteróide – Pela primeira vez os cientistas viram de perto a poeira de um pequeno asteróide rochoso, extraída e trazida à Terra pela sonda japonesa Hayabusa. As amostras trazidas pela sonda fazem parte do asteroide Itokawa e poderão contribuir para estudos a respeito da origem e composição do Sistema Solar.
sexo com neandertais Sexo com Neandertais nos fez mais fortes – Segundo uma nova pesquisa, as relações sexuais entre humanos e Neandertais pode ter ajudado a reforçar nosso sistema imunológico e nos fez mais fortes ao introduzir um gene fundamental contra os vírus.
Fotossistema II ou PSII A chave da energia limpa - Cientistas japoneses conseguiram mapear o Fotossistema II ou PSII (sigla em inglês), a proteína que as plantas usam para separar a água em átomos de hidrogênio e oxigênio. Esta pode ser a chave para encontrar uma poderosa fonte de energia limpa. Ou seja, converter a luz do Sol em combustível.
big bang O gás mais limpo do Universo - Astrônomos usando um  telescópio  para investigar o Universo distante acabaram encontrando 2 nuvens de gás hidrogênio que parecem ter mantido a sua química original após o Big Bang. Outros pesquisadores identificaram uma estrela quase desprovida de metais, assim como as estrelas mais primitivas do Universo deveriam ser. Os resultados mostram que a matéria permaneceu intacta por todos estes bilhões de anos.
nutrição Nutrição e doença – As últimas pesquisa identificaram bactérias dominantes que podem determinar o comportamento do aparelho digestivo humano. O estudo revelou que uma dessas bactérias prospera em uma dieta rica em proteínas, enquanto outras preferem alimentos de origem vegetal. Este comportamento mostra uma relação íntima entre nutrição e doença.
vacina1 Vacina contra a Malária - Os primeiros resultados dos ensaios clínicos de uma vacina animou os cientistas na busca de encontrar uma vacina contra a malária.
Sistemas solares Sistemas solares distantes e bizarros - Astrônomos tiveram a oportunidades da observar vários sistemas planetários distantes e descobriram que as coisas são bem diferentes por lá. Primeiro, o observatório Kepler da NASA identificou um sistema de estrelas com planetas em órbita de forma que os modelos atuais não conseguem explicar. Os pesquisadores então descobriram um gigante do gás aprisionado em uma órbita estranha, um planeta que circula um sistema estelar binário a 10 planetas que parecem estar flutuando livremente no espaço. Tudo totalmente diferente do que está em nosso Sistema Solar .
petróleo Minerais de design - As zeólitas são minerais porosos utilizados como catalisadores e filtros moleculares para converter petróleo em gasolina, purificação de água, filtro de ar e produzir detergentes para a roupa, por exemplo. Este ano, químicos desenharam uma gama de novas zeólitas mais baratas, mais finas e mais bem equipadas para processar grandes moléculas orgânicas.
envelhecimento Retardando os males do envelhecimento - Experimentos mostraram que a limpeza de células envelhecidas, ou aqueles que pararam de se dividir, em corpos de camundongos pode retardar o aparecimento de sintomas relacionados à idade,  tais como cataratas e fraqueza muscular. Os camundongos cujos corpos foram limpos dessas células viveram mais do que os que não receberam o tratamento. Fonte