quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Gene feminino é responsável pelo divórcio


assinatura post Um estudo conduzido por pesquisadores suecos do  Karolinska Institute afirma que uma das principais causas de divórcio está nos genes femininos. Segundo a pesquisa, quando o gene do receptor da oxitocina (conhecida como "hormônio do amor" ) deixa de funcionar corretamente, as mulheres ficam mais propensas a desfazer o casamento.

Para o estudo,  foi analisado o DNA de mais de 1.800 casais que estavam juntos há mais de 5 anos. Dentre as constatações, foi detectado que as mulheres que apresentavam uma variação significativa do gene do receptor da oxitocina falavam de crise matrimonial e divórcio 50% mais em relação às mulheres com receptores normais para esse hormônio.
A pesquisa foi liderada por Hasse Walum, que destacou o papel fundamental que desempenha a oxitocina no relacionamento do casal. Tanto que durante o orgasmo a sua quantidade de sangue chega a ser 5 vezes maior do que em uma situação normal.
Os pesquisadores afirmaram ainda que as mulheres menos propensas a se casar ou a estabelecer relações afetivas são aquelas nas quais se detectou uma variação desse gene receptor.  Além disso, entre elas, as que chegaram a se casar são mais propensas ao divórcio que as demais.
No caso dos homens, o "hormônio do amor" chamado vasopressina desempenha um papel importante na infedilidade e separações, assim como na abordagem da parceira. Segundo um estudo análogo, realizado há 4 anos pelo mesmo instituto, o papel da vasopressina no comportamento social masculino é determinante.Fonte