quarta-feira, 14 de março de 2012

Mendigos como pontos de Wi-Fi gera polêmica

A companhia internacional de markeging BBH cousou uma grande polêmica durante a feira de tecnologia SXSW, que se realiza esta semana em Austin (Texas – EUA), ao usar sem-teto  como pontos de acesso Wi-Fi.

Além de equipar os voluntários com os dispositivos necessários, cartões de visitas, a empresa também os fez usar camisetas com os seus respectivos nomes e a frase “eu sou um ponto de acesso G4”. Para ter acesso ao serviço, o usuário deve doar a quantia que quiser ao sem-teto. A BBH também paga a cada participante 20 dólares por dia de trabalho.
Entretanto, essa iniciativa gerou controvérsia e desencadeou uma onda de críticas entre muitos participantes do evento, que condenaram a iniciativa argumentando que o “projeto é totalmente problemático”, porque se aproveita da situação dos sem-teto e soa como “algo tirado de uma sombria e satírica história de ficção científica”.
Segundo Saneel Radia, representante da BBH e responsável pelo projeto, não se trata de se aproveitar dessas pessoas, mas sim alertar os participantes para esse tipo de problema social. “A preocupação é que essas pessoas sejam vistas apenas como simples hardware?. Mas, francamente, eu não teria criado esse projeto se não acreditasse no oposto”, disse Saneel. Fonte
Para quem não sabe, a BBH é mesma empresa que ano passado teve a iniciativa de fornecer a 5 sem-teto de Nova York telefones celulares e contas no contas do Twitter, como uma forma de chamar a atenção de outros usuários sobre a situação. Neste caso, a iniciativa foi bem recebida por todos.