segunda-feira, 28 de maio de 2012

Homem que trai tem mais chance de infarto fatal

Parece que a infidelidade  não só traz problemas arrependimento, estresse e ansiedade. As consequências podem ser bem piores.  Os homens que traem suas parceiras, não só podem ter consequências desastrosas  em seu casamento mas também problemas cardíacos, segundo estudo realizado  ​​pela Universidade de Florença (Itália).
Os pesquisadores revisaram estudos anteriores sobre as causas e efeitos da infidelidade e detectaram uma tendência perigosa e até certo ponto nefasta: homens que traem correm mais risco de sofrer um  infarto fatal.
Os ataques cardíacos ocorrem mais frequentemente quando os homens estão com suas amantes. Uma dos estudos a mostrar essa tendência vem de uma universidade alemã. De acordo com os pesquisadores, a maioria dos alemães que tiveram ataques cardíacos durante a relação sexual estava traindo suas parceiras.
Em janeiro deste ano, o Centro de Prevenção e Controle de Doenças Cardíacas dos EUA fez estudo semelhante. Depois de analisarem as autópsias de mais de 5 mil cadáveres, descobriram que homens que morreram durante o ato sexual, 75% estavam com as suas amantes.
Os cientistas não sabem exatamente o porquê, mas desconfiam de vários motivos. Uma das pesquisadoras da Universidade de Florença, dra. Alessandra Fisher,  disse que o “sexo fora do casamento pode ser perigoso e estressante, pois é mais comum fazê-lo depois de comer e beber em demasia".
Além desse problema, o homem infiel carrega consigo um sentimento de culpa. Quando ele ainda tem algum afeto pela parceira, a chance de ter um infarto aumenta consideravelmente. “Ele pode punir a si mesmo por trair a parceira e, consequentemente, fica mais estressado”, diz Fisher. Fonte