quinta-feira, 7 de junho de 2012

É possível ser feminina com pelos nas axilas?


assinatura post A depilação deve ser uma opção para homens e mulheres. Pelo menos é o que pensa Emer O'Toole, jornalista irlandesa do “The Guardian”. Ela resolveu ficar 18 meses sem se depilar para relatar a sua experiência.
Para O'Toole, a depilação tornou-se uma imposição cultural que deixou a mulher cheia de dúvidas. A principal dela é a possibilidade da rejeição masculina. A jornalista garante que não, pelo menos no caso dos ingleses.
Ela conta que o seu namorado chegou a ficar apreensivo no começo, mas depois passou a admirá-la pela iniciativa. Ele teria admitido até que, se fosse mulher, também não optaria pela retirada dos pelos.
A jornalista detona também o tabu de que deixar os pelos crescerem nas axilas favorece a proliferação de odores desagradáveis. “Eu tenho o mesmo cheiro que tinha antes”, diz ela.
Depois dessa experiência, Emer O'Toole deixou seus pelos crescerem livremente e se tornou uma militante do “stop shaving” (“pare de se depilar”, em tradução livre), um movimento internacional de mulheres que defendem o fim da depilação de pernas, axilas e virilha. Julia Roberts, por exemplo, é uma das celebridades que já aderiu a onda.