sexta-feira, 6 de julho de 2012

Saiba o que é a “partícula de Deus” e sua importância


assinatura post O mundo científico nunca esteve tão agitado como na última quarta-feira (04). Isso porque um grupo de cientistas internacionais anunciaram a observação de uma partícula subatômica inédita até então.

Eles acreditam tratar-se do bóson de Higgs, popularmente conhecido por “partícula de Deus”, única partícula prevista pela teoria da Física moderna que ainda não tinha sido detectada em laboratórios e que vinha sendo perseguida há décadas.
Pela teoria, o bóson de Higgs teria dado origem à massa de todas as outras partículas. Caso sua existência seja confirmada, a Física dará um passo gigantesco para a compreensão da origem do Universo, a razão pela qual tudo existe no universo, desde um átomo a formação do Universo.
Em outras palavras, Higgs é uma partícula subatômica considerada uma das matérias-primas básicas da criação do Universo. Diferente dos átomos, feitos de massa, as partículas de Higgs não teriam nenhum elemento em sua composição. Elas são importantes porque dão respaldo a uma das mais aceitas teorias acerca do Universo : a do Modelo Padrão, que explica como outras partículas obtiveram massa.
Segundo essa teoria, o Universo foi resfriado após o Big Bang, quando uma força invisível, conhecida como Campo de Higgs, formou-se junto de partículas associadas, os bósons de Higgs, transferindo massa para outras partículas fundamentais.
Agora, por que “partícula de Deus”? O bóson de Higgs ganhou esse apelido depois que o físico Leon Lederman (ganhador do Nobel de 1988) resolveu publicar, em 1993, um livro sobre o assunto para o publico leigo.
Originalmente, o título do livro seria “The Goddam Particle” (A Partícula Maldita), isso porque não se encontrava qualquer vestígio dela. Mas o editor do livro com o objetivo de torná-lo mais chamativo sugeriu a troca para “The God Particle” (“A Partícula-Deus”). Ou seja, Deus entrou na história como pura jogada de marketing editorial. Veja aqui maiores detalhes (vídeo).
A observação  do bóson de Higgs só foi possível graças a construção do maior acelerador de partículas do mundo.  Inaugurado em 2008, o LHC (Large Hadron Collider, da sigla em inglês) custou mais de 10 bilhões de3 dólares para ser construído.  O equipamento tem 27 km de circunferência e está localizado na fronteira da Suíça com a França.