quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Atletas olímpicos pedem liberdade nas redes sociais


assinatura post A foto que Dawn Harper postou em seu perfil no Twitter na última segunda- feira (30) detonou uma bomba na Vila Olímpica. A atleta, atual ouro olímpico e bronze mundial nos 100m com barreiras, usou a própria imagem para protestar contra a censura imposta pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). Na imagem, ela está em seu quarto com um pedaço de papel sobre a boca onde se lê “Rule 40” ("Regra 40").

A tal “Regra 40” é uma norma que proíbe os atletas olímpicos de aparecer, ser fotografados ou filmados com artigos de marcas que não patrocinem a Olimpíada: “exceto em casos previamente autorizados pelo Comitê Executivo doCOI, nenhum atleta poderá permitir que sua imagem seja utilizada com propósitos comerciais durante os Jogos".
A norma impede que os atletas mantenham contratos com patrocinadores pessoais durante os Jogos. Neste caso, Harpe evoca claramente a censura, porque, na sua opinião, o COI restringe sua liberdade de expressão por um padrão que tem como objetivo combater qualquer uso comercial dos Jogos que não seja o COI ou seus patrocinadores.
Um dos pontos de conflito está na presença em peso das redes sociais no dia a dia dos Jogos, seja nas competições ou bastidores. A velocidade com que imagens são divulgadas online aumenta a possibilidade de uma marca "não-olímpica" aparecer dentro de uma postagem de blog, Facebook , Twitter ou qualquer outra plataforma de mídia social.
Além dos atletas, as empresas que não patrocinam os Jogos também reclamam, já que a regra diminui consideravelmente a exposição de seus nomes e logotipos.
Os atletas protestam utilizando 2 hashtags no Twitter. Além de #rule40, também aparece a hashtag #Wedemandchange (nós pedimos mudança, em tradução livre).Fonte