segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Pussy Riot, o punk feminino que agita o mundo


assinatura post Líderes político, artistas e entidades de direitos humanos, tanto dentro como fora da Rússia, consideraram excessiva a pena contra a banda punk feminina Pussy Riot (algo como Vagina Raivosa, em tradução livre).
Três 3 integrantes do grupo foram presas e sentenciadas a 2 anos de prisão pela justiça moscovita em decorrência a ato de protesto contra Vladimir Putin, o atual presidente. Segundo a sentença da juíza, o motivo da condenação foi por "vandalismo motivado por ódio religioso”.
Isso tudo porque elas cantaram uma "Oração Punk" no altar da catedral de Cristo Salvador em fevereiro, pedindo para que a Virgem Maria "livrasse a Rússia de Vladimir Putin”, o então primeiro-ministro e candidato à presidência do país, eleição que levantou grandes suspeitas de fraude.
Os críticos do governo russo encaram o julgamento como parte de uma crescente repressão a dissidentes, comandada pela KGB (Comitê de Segurança do Estado, antigo serviço secreto da União Soviética), que na música é ironicamente descrito como uma santidade.
Durante o julgamento, uma das jovens chegou a afirmar que se trata de um processo político e que se tivessem cantado a favor de Putin não estariam diante dos tribunais.
O processo tem gerado as mais diversas manifestações desde seu início. De Madonna (foto abaixo)ao ex-Beatle Paul McCartney, as estrelas pop do mundo pediram publicamente pela libertação das três integrantes: Nadejda Tolokonnikova, de 22 anos, Ekaterina Samutsevitch, de 30, e Maria Alejina, de 24.
Red Hot Chili Peppers foi um dos primeiros grupos que prestou apoio às jovens - campanha que foi imediatamente seguida por Sting, Peter Gabriel, The Who e Bjork, entre outros. Veja abaixo a tradução e vídeo da música
“Oração Punk” (tradução livre feita pela Revista Veja)
“Mãe de Deus, nos livre de Putin!
Mãe de Deus, virgem, nos livre de Putin! Nos livre de Putin! Nos livre de Putin! 
Veste negra, ombreiras douradas!
As crianças da paróquia rastejam para fazer reverência
O fantasma da liberdade está no céu
Os homossexuais se vão para a Sibéria
O líder da KGB é sua mais alta Santidade
Os manifestantes terminam na prisão
Para não ofender os santos
As mulheres devem parir e amar
Lixo de Deus, lixo, lixo! Lixo de Deus, lixo, lixo!
Mãe de Deus, virgem, torne-se feminista, torne-se feminista, torne-se feminista!
A igreja reverencia líderes podres, procissão de limusines pretas
Na escola, vem um pregador: vá à aula, traga dinheiro!
O patriarca acredita em Putin 
Melhor seria acreditar em Deus!
O cinturão da virgem sagrada não impede as manifestações das massas
A virgem Maria está conosco nos protestos!
Mãe de Deus, virgem, nos livre de Putin! Nos livre de Putin! Nos livre de Putin!”

7 comentários:

  1. elas erraram ao fazer essa manifestação em um igreja. poderia ser feita em outro local público, mas também sentença foi totalmente desproporcional ao delito cometido. foi mais uma punição política

    Plinio Vieira diz:

    Se o governo lá é tão duro quanto pregam, então elas vão mesmo apodrecer 2 longos (ou curtos) anos na prisão. Vandalismo e arruaça, apologia ao odio e discriminação não é protesto, topless e vandalismo não é protesto. IMHO achei pouco e bom demais. Dá muito bem para protestar de maneira pacifica. Alo Pussy Idiot, dá uma olhadinha em qualquer coisa a respeito da marcha do Sal, lá sim houveram pessoas com coragem e culhões (ou peitos se quiserem) para fazer um protesto real. Não minhas caras, voces são apenas menininhas mijonas e birrentas. Cresçam, respeitem e apareçam! Paz :)

    Zém diz:

    Estrela, creio que neste caso trata-se de uma metáfora: Putin ironicamente sendo comparado com um deus. Mas de qualquer forma, isso não justifica o ato delas. Como você bem disse "a manifestação poderia ser feita em outro local público". Na verdade, acredito mais na idéia de puro marketing com outros objetivos.

    Zém diz:

    Bravo, Plínio. É bem oportuno a sua lenbrança da Marcha do Sal, não só por esse ato mas por muitos outros que estão em andamento no planeta. Creio que resgatar Gandhi não faria mal algum a muitas pessoa que se dizem ativistas de qualquer coisa.

    Valeu pelo comentário. Um abraço.

    Sappo diz:

    não consigo ver qualquer crime nesse fato. elas simplesmente cantarm e tocaram em uma igreja e como vc bem disse, usaram da uma metáfora pra criticar o governo russo. a possibilidade do marketing também pode-se levar em conta

    Zém diz:

    Sappo, talvez não tivesse problema algum se a apresentação fosse autorizada pela igreja, mas parece que isso não ocorreu. o legal do Estado laico é o respeito à opção religiosa de seus cidadãos. Quanto à pena, continuo afirmando que ela foi excessiva, mas elas devem sim ser punidas de alguma forma.

    Anônimo diz:

    Em primeiro lugar, Plinio Vieira, me explique de onde diabos você tirou "apologia ao odio e discriminação" do protesto feito por elas? Aonde está a descriminação? e desde quando protestar contra um governo corrupto que vem tirando a liberdade de expressão e direitos de seu povo é a mesma coisa que fazer apologia ao ódio?
    "Dá muito bem para protestar de maneira pacifica" por acaso elas tacaram acido em alguém? porque, convenhamos foi quase um show, só que com metáforas, e em forma de protesto. marcha do Sal? nem todos são obrigados a protestar da mesma maneira, e nem por isso um protesto é menos honroso que o outro, se são feitos em pró de causas justas.
    E pra que diz que não era necessário fazer o protesto na igreja, pesquise mais sobre o que se passa lá, talvez assim vão descobrir que a igreja é aliada de Putin, a igreja de lá está trabalhando junto com um governo corrupto, eis um bom motivo para elas terem escolhidos esse local.

Postar um comentário