sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Descoberta uma Super-Terra que pode ser habitada

superterra - HD-40307-gassinatura post Segundo um estudo que será publicado na revista Astronomy & Astrophysics, uma equipe internacional de astrônomos descobriu uma nova Super-Terra (denominada HD 40307g) potencialmente habitável a 42 anos-luz de distância do nosso planeta.
O exoplaneta (planeta que orbita uma estrela que não seja o Sol) está localizado em uma zona possivelmente habitável, nem muito fria, nem muito quente , com probabilidade de haver água e ter um clima estável. Ela faz parte de um conjunto de 6 mundos e gira em torno da estrela HD 40307.
Os astrônomos acreditavam que esse sistema era formado por apenas 3 planetas muito próximos de seu sol para abrigar vida, mas descobriram mais 3, entre eles incluindo essa Superterra, graças a técnicas mais precisas de análise coletadas pelo espectrógrafo HARPS, do Observatório Austral Europeu, em La Silla, Chile.

De acordo com os estudos realizados por Guillem Anglada-Escudé ( Universidade de Gottingen, Alemanha) e Tuomi Mikko (Universidade de Hertfordshire , no Reino Unido), o mais interessante dos 3 novos planetas é aquele que está mais longe de sua estrela, um distância semelhante à que separa a Terra do Sol.
Sua massa é pelo menos 7 vezes maior a da Terra e teria um movimento de rotação sobre o próprio eixo orbita em torno de sua estrela, o que caracteriza o efeito de dia e noite o que criaria um efeito de dia e noite semelhante ao nosso planeta.
Segundo Anglada-Escudé Under “ a estrela HD 40307 é uma estrela anã perfeitamente estável, o que leva a crer que esse planeta tenha um clima bem semelhante ao da Terra".
"A órbita mais longa do novo planeta significa que seu clima e atmosfera podem ser adequados para abrigar a vida", dize Hugh Jones (Universidade de Hertfordshire), astrônomo que também participou da pesquisa. Fonte
Veja abaixo animação artística do sistema planetário que gira em torno da estrela HD 40307.

9 comentários:

  1. Da hora cara ja pensou que incrivil seria chegar em uma parada de onibus (mais futuristica e detalhada) e ir ate la como se fosse ir ao vizinho ao lado e a passagem nao fosse tao cara e ir nestas viagens de um planeta a outro seria tao comum quanto jogar bola show o post gostei muito

    Anônimo diz:

    no texto ali ta 7 vezes MENOR, não seria 7 vezes MAIOR ?
    abraço

    Zém diz:

    Anônimo, creio que isso só na ficção, pois 42 anos-luz é bem longe. Mas emfim...Vamos aguradar por esse busão espacial;

    Zém diz:

    Opsss. Tem razão, Anônimo.

    essa sim será um viagem de outro mundo:-

    bjos

    Anônimo diz:

    coloquei no conversor 42 anos-luz para km e deu nisso:
    3.973506798e+14
    sei lá como se lê isso mas não parece ser muito perto.

    Anônimo diz:

    Só uma coisa que queria dizer. Acho que qualquer planeta pode ser habitável. Mesmo o mais próximo ao sol e o mais distante. Porque? Na terra, por exemplo, há animais que conseguem suportar temperaturas muito baixas para o ser-humano. Os ciêntistas estão se baseando demais no que o ser-humano suporta. Vai que em um planeta que eles nem se interessam em saber se há vida ou não porque seria muito frio, há uma criatura que consegue suportar esse frio como os seres humanos suportam 20 graus?

    Zém diz:

    Anônimo, a luz viaja a 300 mil km/s. Um ano-luz é a distância que a luz viaja em um ano. Logo: imagina só a "pequena" distância que nos separa dessa super-terra.

    Zém diz:

    Anônimo, tudo bem que o ser humano se adapta ao seu meio. Mas há um limite. Quanto a possiblidade de haver alguma forma de vida em um planeta de clima totalmente inóspto para nós é uma possibilidade aceita pela ciência.

Postar um comentário