domingo, 20 de janeiro de 2013

Page, um guitarrista entre o plágio e a genialidade

Jimmy Page O DVD “Celebration Day”, do esperado show de reencontro do Led Zeppelin em 2007, em Londres, foi lançado no fim de 2012. Por 2 horas, a banda considerada por muitos (e por este que vós fala) uma das maiores bandas de rock de todos os tempos tocou sucessos eternos como “Whole Lotta Love”, “Rock And Roll” e “Stairway to Heaven”.

Jimmy Page 1 Mas, no meio de tantos hits, a maior surpresa foi a música “Dazed And Confused”. Não pela performance no palco da banda, genial como sempre. A surpresa veio no encarte. Pela primeira vez, o crédito da música foi grafado oficialmente como “Page; inspirado por Jake Holmes”.

O tema foi destaque do primeiro disco do Led Zeppelin, de 1969. Nos shows ao vivo era o ponto alto: os músicos paravam e Page pegava um arco de violino para tocar guitarra. Só que uma canção com o mesmo nome e a mesma progressão decrescente de semitons foi gravada um ano antes.
Led Zeppelin Page conheceu a canção do cantor folk americano Jake Holmes durante uma turnê pelos EUA com sua antiga banda, os Yardbirds, em 1967. Holmes abriu um dos shows dos Yardbirds e, segundo contou anos depois o então baterista da banda, Jim McCarty, Page gostou tanto de “Dazed And Confused” que comprou o disco de Holmes e fez uma versão.
Led Zeppelin - Celebration  Day A banda acabou, Page criou o Led Zeppelin e levou consigo a música de Holmes. Em entrevista à revista americana Musician, em 1990, perguntado sobre o tema Page respondeu: “Ainda não ouvi Jake Holmes, então não sei do que se trata”. Era mentira.
Holmes lançou mais 4 discos até 1971 e passou boa parte da vida fazendo jingles publicitários. Estranhamente, foram 40 anos sem acusar Jimmy Page de plágio, ao menos formalmente. Até que em 2010 entrou com um processo. Pediu cerca de US$ 1 milhão. Não se sabe o desfecho – se houve um acordo ou se Page perdeu o processo para Holmes – nem por que Holmes esperou tanto tempo para acionar Page.
O jornalista Mick Wall, autor do livro “Quando os gigantes caminhavam sobre a Terra”, biografia do Led Zeppelin lançada em 2008, disse que ele próprio pode ter contribuído com o processo tardio.
“Falei com o Jake durante a pesquisa e disse a ele quão estúpido era não ter tentado reverter essa situação”, afirma Wall. “Jimmy mudou a letra e fez uma bela versão com guitarra em vez de violão, mas ainda assim é uma versão”, diz.
“Dazed And Confused” foi o último de uma grande lista de hits do Led Zeppelin considerados plágio, alguns deles já com decisão a favor dos autores originais (*) - veja na relação abaixo. São pelo menos 16 canções contestadas em livros e sites", diz Mick Wall. Fonte do artigo: Rafael de Pino (Revista Época).
Led Zeppelin - Celebration  Day 1 Bem, sou um grande admirador de Page e isso me deixou balançado. Entretanto, não se pode negar que o Zeppelin é um dos maiores verbetes no dicionário do rock de todos os tempos e vertentes. Já há algum tempo a banda tem sido envolta em polêmica sobre o assunto. Mas também é inegável a genialidade de Jimmy Page em transformar (se este é o caso) essas canções em algo mágico que povoou corações e mentes de gerações, sejam seus temas inspiração de outros ou sejam eles  releituras. Talvez o que está em xeque neste momento é a capacidade criativa do guitarrista,  mas jamais a sua capacidade como guitarrista. Penso assim. 
Veja abaixo alguns dos plágios mais famosos:
1 - "Communication Breakdown" - Eddie Cochran(*).

2 - Riff de "Smokestack Lightning", do Yardbirds, é transformado em "How Many More Times”.  Esta canção também inclui trechos de "How Many More Years", de Howling Wolf,  e "The Hunter", de Albert King.

3- “Whole Lotta Love” foi plagiado (“You Need Love” ) -  Willie Dixon(*).

4- “The Lemon Song” (“Killing Floor”) -  Howlin Wolf(*).

5- “Rock And Roll” (“Step a Rocking “) -  Little Richard.

6- “Stairway to Heaven” (“Taurus” ) - Spirit, e “And She’s Lonely” da Watch Band(*).

7- “Bring it On Home” -  Willie Dixonl(*).

8- “Black Mountain Side” (“Black Water Side”) –  Bert Jansch, do grupo folk Pentagle.

9 - O riff de  “Trampled Underfoot” (“Stargazer”) - do grupo Tempest.

10 - “Dazed And Confused” – do cantor folk Jack Holmes.

11 - “Moby Dick” (“Watch your step”) –  Bobby Parker.

12 - “Baby, I’m Gonna Leave You” –  Joan Baez (*).

13 - “Ooh, My Head!” (“Boogie With Stu”) –  Ritchie Valens(*).