quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

O asteroide Apophis é maior do que se acreditava

nasa - asteroide proximo da terra Segundo a Nasa, há mais de 2 milhões de objetos próximos à Terra. Esse da imagem é uma recriação de um pequeno asteroide se aproximando de nosso planeta.
assinatura post O telescópio espacial Herschel, da Agência Espacial Europeia (ESA), tem observado o asteroide Apophis e constatou que ele é muito maior  (e também menos reflexivo) do que se imaginava. A rocha espacial tem um diâmetro médio de 325 metros e não 270 como se pensava anteriormente.
asteroide Apophis Ontem à noite, enquanto a metade do mundo dormia, o asteroide se aproximou de terra a uma distância de 14,5 milhões de quilômetros, a maior aproximação até então. A sua próxima “abordagem” se dará em 2029 e depois em 2036.
O Apophis foi descoberto em 2004. Na ocasião, a estimativa dos astrônomos era de que havia apenas cerca de 2,7% de chance de uma colisão com Terra em abril de 2029. Um fato que lhe rendeu o apelido de "o dia do juízo final". No entanto, novos estudos minimizaram ainda mais esse risco, uma vez que nessa data ele passará a 36 mil quilômetros.
O problema, entretanto, ainda persiste. Só que tem nova data: 13 de abril de 2036. Isso porque os pesquisadores, apesar de minimizar o perigo de uma colisão, ainda divergem sobre a distância que a rocha espacial irá passar de nós.
A órbita do Apophis A razão é que ninguém sabe ao certo como isso afetará órbita do asteroide. Acredita-se que ao passar muito próximo da Terra, a gravidade de nosso planeta poderá alterar a sua trajetória. E essa alteração poderia provocar uma colisão na sua próxima passagem ao nosso redor.
Por isso é tão importante tanto quanto possível saber detalhes sobre as sua características físicas como orbital. Quaisquer dados adicionais podem ajudar a prever com mais precisão o quanto Apophis se aproximará de nós em 2029 e, mais importante, em 2036.
Apesar de "altamente improvável" não é impossível que haja um choque. Por isso é tão é tão importante obter dados seguros tantos quanto possíveis sobre essa rocha espacial potencialmente perigoso.
O impacto com a Terra de um objeto do tamanho de Apophis traria consequências devastadoras s. Calcula-se que equivaleria à explosão de 20 mil bombas atômicas de Hiroshima.  Várias centenas de quilômetros  em torno da área de impacto seria literalmente arrasada. A Terra não seria destruída, mas a colisão teria um efeito devastador sobre o clima, algo que afetaria as formas de vida em nosso planeta.
Em outras palavras. Para saber com mais precisão o que acontecerá em 2036 não há outra alternativa que a de esperar pela nova aproximação do Apophis em 2029. Somente nessa ocasião saberemos se a gravidade de nosso planeta mudará a sua trajetória para convertê-lo em um objeto realmente perigoso. Fonte
Telescópio espacial Herschel O Herschel está nos seus últimos meses de vida. O telescópio encontra-se a 1,5 milhões de quilômetros da Terra, onde capta a radiação infravermelha na sua parte mais afastada do espectro electromagnético. Para isso, os instrumentos do aparelho precisam estar sob baixa temperatura e se prevê que o gás que os mantém frios acabe em Março de 2013. Leia mais aqui.