sábado, 13 de abril de 2013

Beijos que fizeram história

beijo 10 assinatura post Dependendo do país, o Dia Internacional do Beijo é celebrado no dia 13 de abril ou no dia 6 de julho. No caso do Brasil, é hoje. Segundo pesquisa científica, o beijo traz uma série de benefícios tanto físico como emocional, além de ser uma agradável ginástica para mantiver a boa forma facial, ajudando na sustentabilidade da pele.

Historicamente, o beijo dado no rosto (independentemente do sexo da pessoa) também pode ser uma manifestação de afeto e carinho, o que não é o mesmo sentimento do promovido entre amigos de sexos opostos quando se encontram. Neste caso é mera formalidade social.
Já o beijo de língua trocado entre 2 amantes, além de ser uma deliciosa preliminar para o ato sexual é também indispensável durante. Sem ele, a relação passa a ser mecânica, fria e animalesca, e esta é uma das diferenças que nos separa dos animais.
É por essas e outras que selecionarei aqui os beijos que considero os mais famosos ao longo dos tempos, sejam eles reais, de ficção ou retrados por artistas.
O beijo de mármore -Auguste Rodin O beijo de mármore – Esta é uma das esculturas mais populares da História da Arte. Com o sugestivo nome de “O Beijo”, ela foi elaborada em 1886 pelo escultor francês Auguste Rodin, com o objetivo de integrar “Os Portais do Inferno”, obra que deveria conter temas inspirados na “Divina Comédia” de Dante.
Beijo da vitória Beijo da vitória – A fotografia mais conhecida como “O Beijo” mostra uma cena de um marinheiro beijando uma enfermeira comemorando o fim da Segunda Guerra Mundial, em 14 de agosto de 1945.
Beijo no muro Beijo no muro – Um dos beijos mais famosos do mundo foi entre os líderes comunistas Erich Honecker (ex-Alemanha Oriental) e Leonid Brezhnev (antiga União Soviética), pintado no Muro de Berlim.
O beijo do Hotel de Ville O beijo do Hotel de Ville - Esta imagem não é tão icônica como a do “beijo da vitória”, mas foi considerada uma das fotos mais românticas já registradas. Batizada de “O Beijo do Hotel de Ville”, ela mostra a cena de um casal se beijando em uma rua de Paris, em 1950. Mais detalhes aqui.
tenente Uhura beija e James T. Kirk Beijo interracial - Em 1968, no papel da tenente Uhura, a atriz Nicheli Nicols participou do primeiro beijo interracial da televisão norte-americana com o ator canadense William Shatner (o capitão James T. Kirk), no seriado Star Trek - episódio "Plato's Stepchildren".
Primeiro beijo no cinema Primeiro beijo no cinema - Cenas de beijos no cinema hoje são tão comuns que muitas delas chegam a passar batidas. Mas até há pouco tempo elas eram consideradas escandalosas e davam o que falar. Desafiando o pudor da época, o primeiro beijo no telão aconteceu em 1896 e deixou a opinião pública de boca aberta com as trocas de carícias entre os dos atores May Irwin e John C. Rice no filme "O Beijo”. A cena teve alguns segundos mas deu o que falar. Veja vídeo aqui.
Clark Gable e Vivien Leigh Outros beijos no cinema – São muitos os beijos famosos no cinema, mas destacarei apenas 4 deles. Um por considerá-lo um clássico, um pela originalidade e outros 2 pela ousadia. Entre os clássicos destaco o beijo entre Clark Gable e Vivien Leigh, em "E o Vento Levou".
A Dama e o Vagabundo Entre os originais, vale lembrar o beijo entre 2 cães comendo espaguete do desenho animado “A Dama e o Vagabundo”, uma das cenas românticas mais belas já produzidas pela indústria cinematográfica.
Heath Ledger e Jake Gyllenhaal Rebecca Romijn e Rie Rasmussen _ Femme Fatale
Já entre os ousados, destaco o beijo gay entre os atores Heath Ledger e Jake Gyllenhaal, em o “Segredo de Brokeback Mountain”, e o lésbico entre as atrizes Rebecca Romijn e Rie Rasmussen, em “Femme Fatale”. Este último um verdadeiro tratado de pura sensualidade
O Beijo - Picasso O Beijo (1969) – Pablo Picasso

0 comentários:

Postar um comentário