sábado, 6 de abril de 2013

Homens, uma espécie em perigo de extinção

homens - risco de extinção  1assinatura post Parece que os homens estão perdendo por completo a “batalha dos sexos”. Segundo a geneticista australiana Jenny Graves, da Universidade de Canberra, o cromossomo Y, que contém os genes que determinam as diferenças entre os gêneros, está desaparecimento. Mas esse processo levará cerca de 5 milhões de anos para ser concluído.
O perigo de extinção acontece porque o cromossomo Y se desintegrou ao longo da história da humanidade, deixando menos de 100 genes no homem moderno, apesar de ter começado com tantos genes quanto o cromossomo feminino.
O ponto crucial está na fragilidade do  cromossomo sexual masculino. Isso porque as mulheres têm dois cromossomos X saudáveis, enquanto os homens têm apenas um Y. Isso prejudica a perpetuação dos homens porque o emparelhamento dos X permite que mulheres façam reparos cruciais.
Graves acentua ainda mais a importância da presença de um par de cromossomas do mesmo tipo em células femininas, permitindo a substituição de genes danificados quando necessário. Em contraste, no caso dos homens, a ausência de "companheiros de celulares” faz com que quando um cromossomo é danificado a sua substituição se torna é impossível .
No entanto, alguns especialistas asseguram que a Medicina terá tempo suficientes para criar uma droga capaz de solucionar essa anomalia. “Cinco ou 6 milhões de anos deve ser tempo suficiente para a ciência primover uma correção”, diz a professora Chris Mason, da Universidade de Londres. Fonte