quarta-feira, 3 de julho de 2013

Amy Winehouse, uma menina exposta

Amy Winehouse21post Amy Winehouse é, sem medo de errar, uma das melhores cantoras que surgiu nos últimos 20 no cenário da música pop das últimas 2 décadas. Mas a sua relação com as drogas e álcool e seu instinto de autodestruição fez notícia constante dos tabloides sensacionalistas. A sua música instigante passou a ser secundária, infelizmente.

amy-winehouse-tattoos-3 Com um timbre de voz poderoso como o das melhores cantoras negras norte-americanas de jazz/blues de todos os tempos, Amy sempre teve ao seu lado excelentes músicos e sabia como poucas usar o seu recurso vocal para temas que vão desde a música negra norte-americana (em especial o soul) ao pop. E tudo com algumas cenas de suas tragédias pessoais,  cujo epílogo infelizmente já era previsto e anunciado.
Amy Winehouse - Frank Ela não era mais uma bad girl porra-louca produzida pela poderosa industria fonográfca. Era puro talento musical. Nunca foi um daqueles produtos do showbiz, que já vem embalado, rotulado, pronto para o consumo e com data de validade. Nada disso. Ela era verdadeiramente uma artista, que cantava, compunha e que participava da produção de seus discos com muito vigor e dedicação. Foram apenas 2 ("Frank", lançado em outubro de 2003, e Back to Black", em 2006), mas eternos.
back-to-black_amy-winehouse Bem, depois dessa preleção um pouco longa, diga-se, vamos ao que sugere o título deste artigo. Começa hoje (03) e vai até 15 de setembro, no Jewish Museum, em Londres, a exposição “Amy Winehouse: um Porta-retrato Familiar”.
amy_winehouse Amy Winehouse 1 O acervo da mostra foi reunido pelo seu irmão mais velho, Alex, ao longo de 2 anos após a sua morte. Além das fotos, a exposição reúne uma coleção de roupas e objetos da cantora que compõem um panorama sobre como foi a sua infância antes de sua trágica morte, aos 27 anos, em 23 de julho de 2011.
Amy Winehouse  A Family Portrait a O resultado é um retrato dolorosamente tocante de uma mulher que ganhou 6 Grammys (5 pelo disco “Back to Black” e um póstumo pelo dueto com Tony Bennett). Alex escreveu uma legenda carinhosa ao lado de cada item, lembrando dos livros do Snoopy que Amy amava quando criança, a primeira guitarra que ele dividiu com a irmã e os discos de jazz que ela pegava emprestado do seu irmão.
Amy Winehouse 12 Amy Winehouse 23Amy Winehouse 22amy Amy Winehouse 2 Amy Winehouse  10