quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Ativista faz paródia de Bob Marley pelo direito de mulheres sauditas dirigirem: "No Woman, No Drive"

mulher na arabia sauidita - a A Arábia Saudita é o único país do mundo onde mulheres não podem de dirigir. Para tentar pôr fim a essa lei absurda, um grupo de ativistas tem feito campanhas convocando as mulheres a desafiarem a proibição.

Mais absurda ainda foi a declaração do xeque Saleh al-Lohaidan. Ele afirmou recentemente que mulheres que dirigem podem ter problemas nos ovários.
"Se uma mulher dirige um carro sem que seja por pura necessidade, ela poderá ser afetada fisiologicamente. Estudos médicos demonstram que dirigir afeta os ovários e empurra a pélvis para cima. É por isso que as mulheres que dirigem com frequência têm filhos com problemas clínicos", disse ele na ocasião.
mulhere dirigindo - Arabia Saudita Depois dessa declaração do  clérigo, algumas mulheres desafiaram as autoridades e sairam dirigindo pelas ruas da Arábia Saudita, no último sábado (26), mas 15 delas foram detidas e condenadas.
Além de pagar multa, cada uma delas teve, juntamente com o seu tutor (pai, irmão, marido ou outro integrante masculino da família), de assinar um documento, no qual se compromete a cumprir as leis em vigor no país.E olha que as coisas mulhoram por lá: até 2011, elas eram castigadas com 10 chibatadas.
mulher sauita presa E foi por essas e outras que o grupo de ativistas produziu um divertido spot fazendo paródia da música "No Woman, No Cry" (não mulher, não chore), de Bob Marley, chamada "No Woman, No Drive" (não mulher, não dirija).
O vídeo é protagonizado pelo ator Hisham Fageeh, que se apresenta como um ativista pelos direitos sociais.
"Eu me lembro quando você costumava se sentar no banco de trás, deixando seus ovários seguros para poder ter muitos filhos", diz parte da canção.
Samar Badawi Samar Badawi, líder do grupo ativista.

1 comentários:

  1. mauro diz:

    Muito boa essa paródia. Parabéns ao Badawi.

Postar um comentário