quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Os famosos e seu gosto por crenças minoritárias

celebridas e religiãopost Talvez por se sentirem especiais, as celebridades de Hollywood e da indústria fonográfica parecem obcecadas por se mostrar o quão diferentes são se comparados com restos do mortais. São excêntricos, têm hobbies e manias estranhas, dão nomes muitas vezes ridículos aos seus filhos e até mesmo na escolha de uma religião parecem optar pelas “alternativas” ou “minoritárias”.
Kirstie Alley A mais conhecida entre as estrelas de cinema é a Cientologia, considerada religião em alguns países e seita em outros. Seus seguidores têm alto poder aquisitivo e entre seu membros mais conhecidos temos Tom Cruise , John Travolta  e Kirstie Alley.
Os seguidores desta seita, acusada por muitos de ter um caráter mais comercial que espiritual, acreditam na origem extraterrestre dos seres humanos e defendem uma série de práticas que, teoricamente, conduzem ao auto-aperfeiçoamento e à busca da felicidade.
Prínce As Testemunhas de Jeová, que se descrevem como uma restauração do cristianismo primitivo, tem entre seus fiéis famosos La Toya Jackson ( Michael também era ), as tenistas Venus e Serena Williams e Prínce, que se recusa a operar o quadril porque é necessário fazer transfusão de sangue , uma prática proibida póla religião.
Demi Moore Madonna , que praticou várias religiões ( a Cientologia, por exemplo), parece que agora está se aproximando da Opus Dei , que é na verdade uma instituição católica. A rainha do pop também é uma grande seguidora da Cabala. Demi Moore, Ashton Kutcher e Victoria Beckham se dizem estudiosos da Cabala.
Brandon Flowers Apesar de ter um grande número de seguidores nos EUA, o Movimento Dos Santos dos Últimos Dias (conhecidos como mórmons) não tem grandes representantes no mundo dos famosos. Entre eles destacam-se o mestre da animação Don Bluth ( Anastasia e Titan AE ) e Brandon Flowers, vocalista do The Killers , que em 2011 fez um vídeo para a campanha “Eu Sou Um Mórmon”.
 Michelle Pfeiffer Recentemente, a atriz Michelle Pfeiffer  revelou que, logo no início da carreira, foi convencida a fazer parte de uma seita que pregava que os humanos poderiam viver sem comida e, sem água, apenas com a energia da luz solar – a crença ficou conhecida como Breatharianism.

0 comentários:

Postar um comentário