terça-feira, 18 de março de 2014

Stephen Hawking garante que os seres humanos serão extintos se não colonizar outros planetas

Stephen Hawking post Um dos maiores físicos e cosmólogos da atualidade, Stephen Hawking, voltou a alertar que a extinção da raça humana pode ser iminente. Ela declarou que os próximos 100 anos serão a “verdadeira era espacial” e que se nesse tempo a humanidade não conquistar outros planetas enfrentará a sua extinção.
Durante uma entrevista concedida ao programa científico “Planet” da TV britânica, o físico disse acreditar que haverá uma colonização humana na Lua nos próximos 50 anos e que nessa época o ser humano estará a caminho de pôr um pé em Marte. No planeta vermelho “viveremos até 2100”, segundo seus cálculos.
Sistema Solar “Nosso planeta é um mundo velho, ameaçado pela superpopulação e recursos naturais finitos. Devemos antecipar essas ameaças e ter um plano B. E se a espécie humana pretende ir além dos próximos 100 anos, é imperativo que se atreva passar pela escuridão do Espaço para colonizar novos mundos do Universo”, disse Hawking.
Na verdade, essa não é a primeira vez que Hawking faz essa afirmação. Em 2006, ele já havia comentado a respeito, dizendo que a sobrevivência da raça humana depende de sua capacidade de encontrar outros lugares no Universo para habitar. Em 2011, ele voltou ao tema.

"Será difícil evitar um desastre se ficarmos plantados aqui na Terra. Nossa única chance de sobrevivência é nos espalhar pelo Universo", disse ele na época em várias entrevistas.

Em 2009, a Ad Astra Rocket Company  disse que testou o foguete “VASIMR VX-200”. Com motor iônico e impulsionado a plasma, ele é capaz de chegar a Marte em 39 dias, garante a empresa. Segundo a NASA, com a tecnologia atual, esse tempo é de 6 meses.