segunda-feira, 12 de maio de 2014

A liberdade furtiva das mulheres Iranianas de desafiarem o governo e postarem fotos sem véus

Stealthy Freedom of Iranian Womenpost Um  grupo de mulheres iranianas resolveu desafiar as leis de seu país e lançaram um perfil no Facebook com a hashtag #stealthfreedom ( liberdade furtiva), com fotos sem o  hijab (cabeça coberta ).
Na verdade, trata-se de imagens com véus enrolados no pescoço, os seguram ou os exibem como se fossem bandeiras, menos no lugar onde deveriam estar: na cabeça. O movimento é uma forma de protesto contra as rígidas regras do uso do véu
hijab
Jovens  iranianas estão conseguindo expressar sua individualidade pela moda ao mesmo tempo em que respeitam as normas da teocracia islâmica.
No Irã, uma mulher que é vista em público sem o véu pode receber até 70 chicotadas e ser condenada até 2 meses de prisão.
Lançado em 3 de maio deste ano e administrado pela jornalista Masih Alinejad, exilada na Inglaterra, a página “Stealthy Freedom of Iranian Women" ("Liberdade Furtiva das Mulheres Iranianas") já conseguiu quase 150 mil likes até o momento da publicação deste artigo.
Masih Alinejad
Foto da jornalista Masih Alinejad deu origem à campanha "Stealthy Freedom of Iranian Women"
No país o Facebook é ilegal, embora o governo iraniano ignore as 4 milhões de pessoas que acessam a rede social regularmente. Em alguns comentários de suas fotos, elas dizem que á agradável sentir o ar sobre o cabelo e outras expressam desejos sobre o dia que puderam desfrutar de sua liberdade. .

Clique na imagem para ver a página
Stealthy Freedom of Iranian Women 00Stealthy Freedom of Iranian Women 1 Stealthy Freedom of Iranian Women 7 Stealthy Freedom of Iranian Women 4  Stealthy Freedom of Iranian Women 9
Stealthy Freedom of Iranian Women 11 Stealthy Freedom of Iranian Women 13
Em entrevista dada à BBC, Alinejad diz que a “página não é política” e que as mulheres não são ativistas, "apenas falam com o coração”.  
iranianas iraiana 3 iranianas sem veus