quarta-feira, 7 de maio de 2014

Monica Lewinsky, a primeira vítima do cyberbullying

Vanity Fair Monica Lewinsky post A verdade é que  Monica Lewinsky nunca conseguiu se livrar do seu passado. Há 16 anos,  seu nome se tornou sinônimo de piada e chacota. Já os Clintons continuam vivendo muito bem como uma emergente dinastia política norte-americana.
Chelsea acaba de confirmar sua primeira gravidez, enquanto Hillary prepara a sua segunda e última indicação à presidência dos EUA. Bill ganha fortuna dando palestras pelo mundo. E Monica amarga até hoje o que ocorreu em 1996, mas divulgado em janeiro de 1998 (ela trabalhou na Casa Branca de 1995 a 1996).

Bill Clinton Chelsea ClintonHillary Clinton De qualquer forma, a mais famosa estagiária da Casa Branca acaba de fazer 40 anos. E não encontrou a melhor forma de comemorar com uma tentativa de catarse em artigo publicado na próxima edição da revista norte-americana Vanity Fair, com o título "Vergonha e Sobrevivência"depois de 10 anos de silêncio total.
“Chegou o momento de enterrar o vestido azul e a boina”, diz ela, que na ocasião vestia um vestido azul com uma mancha de sêmen de Bill Clinton, entregue à Justiça e que atualmente se encontra no Arquivo Nacional de Washington, juntamente com outras relíquias de escândalos presidenciais.
Monica Lewinsky Monica Lewinsky -vestido azul Monica repete 2 vezes que lamenta profundamente "o que aconteceu entre eu e o presidente Clinton". E desmente os rumores de que lhe ofereceram dinheiro para publicar um livro para contar todos os pormenores. "Neguei ofertas que me renderiam mais de 10 milhões de dólares porque não me parecia ser o mais correto".
Monica diz também que a relação com Clinton foi consensual. “É claro, ele era meu chefe. E se aproveitou de mim, mas eu sempre vou sustentar este ponto: foi uma relação consensual. O abuso veio depois com toada a humilhação publica, quando me tornei um bode expiatório para proteger a sua posição poderosa", diz ela.
Monica Lewinsky 2
Monica Lewinsky apresenta seu livro em Munique, em 1999.
Após seu exílio temporário na Inglaterra, onde fez mestrado em Psicologia Social na London School of Economics, ela explica que se tornou uma pessoa sem perspectivas de emprego .”Eu gostaria de trabalhar na área de comunicação e marketing, mas por causa de minha história, nunca me ‘enquadrava na vaga’. Seu drama se agrava a ponto de confessar que tentou o suicídio algumas vezes.
"Fui provavelmente a primeira pessoa a sofrer humilhação global através da Internet. Talvez seja capaz de ajudar outros que estejam em seu momento mais sombrio da humilhação", justificou Lewinsky. Ela diz também que pretende se dedicar ao combate do cyberbullying. Fonte:
Monica Lewinsky - tiime Monica Lewinsky  - Newsweek Monica Lewinsky - caras
Monica Lewinsky e bill clinton
Esta foto fez parte do inquérito que pedia o impeachment de Bill Clinton.
Lewinsky disse que resolveu escrever sobre o assunto após saber da morte do jovem Tyler Clementi, 18 anos. O estudante suicidou-se em janeiro de 2010, após postagem na Internet de um vídeo onde ele outro homem.
Atualizado - Segundo informa o site TMZ, um famoso estabelecimento de striptease em Atlantic City (EUA) está interessado em contratar Lewinsky como anfitriã. O dono do local apresentou uma oferta de trabalho que  ultrapassa os 100 mil dólares por ano e disse que Monica  não terá que se despir, mas espera até  sábado (10) uma resposta pela oferta.

0 comentários:

Postar um comentário