terça-feira, 1 de julho de 2014

As agressões mais brutais da história das Copas

mordida de Luis Suárez - copa do mundo 2014post A mordida do uruguaio Luis Suárez no italiano Chiellini , por mais perversa que seja a imagem, não foi a pior agressão ocorrida na história dos mundiais de futebol.
Talvez por isso a reação indignada do presidente do Uruguai, José Mujica, sobre a punição de 9 jogos e 4 meses imposta ao centroavante de seu país. “A Fifa é composta por um bando de velhos filhos da p*”. Ou as declarações da vítima ao perdoar Suárez pelo que aconteceu. “Foi um castigo excessivamente duro”.
Samir Shaker - Copa do México Enfim. A maior punição imposta pela Fifa na história dos mundiais foi recebida por  Samir Shaker, do Iraque, na Copa do México em 1986. Ele foi expulso do jogo, pagou uma multa  e pegou um ano de suspensão. Na verdade não foi uma agressão física. Ele cuspiu no rosto do árbitro Chechu Díaz durante o jogo contra a Bélgica.
Veja abaixo algumas das ações mais violentas desde o início da Copa do Mundo em 1930 registrada em imagens. São cabeçadas, socos, chutes, pisadas e cuspidas em árbitros e jogadores. Bem-vindos ao circo do futebol.
Patrick Battiston A ação de Harald Schumacher na Copa do Mundo na Espanha, em 1982, é sem dúvida uma das mais violentas na história do campeonato. No entanto, o goleiro alemão nem sequer foi punido pelo árbitro. O jogador francês Patrick Battiston foi atingido violentamente por Schumacher com uma joelhada na cabeça, caiu desacordado e teve de ser levado para o hospital.
Maradona Em sua partida contra o Brasil no Mundial da Espanha em 1982, Maradona meteu o pé no abdômen de Batista. Apesar de toda a violência da falta, o jogador argentino foi apenas expulso.
Leonardo e Tab Ramos A cotovelada de Leonardo em Tab Ramos no Mundial dos EUA em 1994 foi brutal. O Brasil e o anfitrião jogavam as oitavas de final e o brasileiro disputava a bola contra o meio campista norte-americano. Leonardo deu uma terrível cotovelada no rosto do adversário que resultou em uma fratura de crânio. Por essa violenta ação, o brasileiro apenas foi expulso e pegou 4 partidas de suspensão.
Luis Henrique O jogador italiano Tassotti dá uma cotovelada no rosto do espanhol Luis Henrique dentro a área, no Mundial de 1994. O árbitro, entretanto, não dá a falta, que seria pênalti, e que poderia levar a equipe da Espanha à semifinal da Copa.

Além de criar uma enorme polêmica, a  mordida de Luis Suárez inspirou uma empresa chinesa a criar e comercializar um abridor de garrafas com formato semelhante ao da boca do jogador.
Ariel Ortega O argentino Ariel Ortega dá uma cabeçada no goleiro Holandês Edwin van der Sar durante o jogo do Mundial da França, em 1998. Ortega foi apenas expulso pelo árbitro.
Daniele De Rossi No Mundial da Alemanha em 2006, o italiano Daniele De Rossi dá uma cotovelada no norte-america Brian McBrid. O golpe abriu uma fenda no rosto da vítima. De Rossi foi expulso e pegou 4 jogos de suspensão.
Zidane A cabeçada de Zidane no italiano Materazzi, na final do Mundial de 2006 (veja vídeo abaixo). Apesar da expulsão e do vice-campeonato, o francês ainda ganhou o prêmio Bola de Ouro, oferecido pela Fifa ao melhor jogador da Copa.