domingo, 13 de julho de 2014

Lothar Matthäus detona postura dos jogadores brasileiros: “Sempre choram. Nunca vi nada tão nefasto quanto à linguagem corporal dessa equipe"

Brasil - Copa 2014 A post Durante a campanha na Copa do Mundo 2014, que terminou com as vexatórias derrotas para Alemanha e Holanda, chamou a atenção a choradeira de alguns jogadores da seleção brasileira.
Houve quem defendesse, mas muitos falaram em desequilíbrio emocional e insegurança para contestar a postura dos comandados de Luiz Felipe Scolari. Entre os críticos do chororô canarinho, o ex-jogador Lothar Matthäus foi bastante duro em seus comentários.
Lothar Matthäus
“Nunca vi nada tão nefasto quanto à linguagem corporal dessa equipe”, disse o alemão.
“Não entendo por que um jogador de futebol chora. Os brasileiros sempre choram. Se toca hino, choram; se eliminam o Chile, choram; se perdem para a Alemanha, choram. Eles têm que mostrar que são homens, que são fortes. Nunca vi nada tão nefasto quanto à linguagem corporal dessa equipe”, disse o alemão ao Le Journal du Dimanche.
Entre os episódios da suposta fragilidade emocional demonstrada pela seleção no Mundial, um em específico chamou a atenção de Matthäus. Antes do jogo de semifinal contra a Alemanha, durante o hino, Júlio César e David Luiz cantavam e seguravam a camisa 10 de Neymar, que fora cortado pela lesão na lombar.
“O que foi aquilo da camisa do Neymar? A França perdeu Ribéry, e não ouvimos nada. O mesmo ocorreu com a Colômbia e Falcao Garcia, ou a Alemanha com Reus. Em vez de choramingar, os brasileiros teriam que ter demonstrado o que podiam fazer sem ele”, encerrou o capitão do tri alemão em 1990.

A psicóloga da seleção brasileira na Copa 2014, Regina Brandão, participou ontem (15) do programa “Roda Viva”, TV Cultura, e disse que “viu como normal” o choro dos brasileiros durante o Hino Nacional. Entretanto, chegou a dizer que chamou a sua atenção o choro de Thiago Silva durante os pênaltis contra o Chile, quando ele se recusou a efetuar a cobrança. Entretanto, em entrevista à Rádio Jovem Pan no dia 1 de julho, a psicóloga Suzy Freury disse que contra o choro: "Pela linha cognitiva chorar não é um fator favorável de concentração. Tudo pode ficar pior". 

Segundo  colunista de televisão do UOL Flávio Ricco, o chororô da seleção brasileira demonstra grande desequilíbrio emocional. Para ele, as emissoras de TV, principalmente a Globo, têm muita culpa nisso ao fazerem programas que tentam tocar os atletas (vejavídeo aqui).

Mark Stobbart é um  Inglês que está bombando no Youtube com vídeos da Copa do Mundo 2014. Entre eles, um que zoa o choro da seleção brasileira durante a execução do Hino Nacional (veja no final).

"Até agora não gostei da seleção brasileira. Nunca vi um time chorar tanto. Entendo que exista pressão, mas isso acontece quando não se tem uma personalidade forte. Quando você tem personalidade, domina a pressão. Se a final for Brasil x Argentina, os brasileiros irão cagados para o estádio”, disse Fabio Cannavaro ao jornal espanhol AS. Campeão pela Itália em 2006, ele foi eleito o melhor jogador daquele ano pela Fifa.
Brasil - Copa 2014 Brasil - Copa 2014 bBrasil - Copa 2014 2Brasil - Copa 2014 5