domingo, 24 de agosto de 2014

Marvel é duramente criticada por versão alternativa de Mulher-Aranha: “descaradamente machista”

SPIDERWOMAN - Manarapost A Marvel apresentou em julho durante a Comic-Com 2014 a capa original  (foto no final) do novo gibi da Mulher-Aranha com a ilustração de Greg Land, artista responsável pela série ao lado do roteirista Dennis Hopeless. A publicação sairá provavelmente em novembro.

Entretanto, na última segunda-feira, a gigantes dos quadrinhos foi duramente criticada por encomendar uma versão alternativa altamente sexy para a capa do novo gibi.
O desenho, assinado por Milo Manara, artista italiano conhecido pela vertente erótica do seu trabalho, mostra a heroína rastejando sobre o telhado de um prédio no estilo body-painting.
Mulher Maravilha
Primeira imagem de Gal Gadot como Mulher Maravilha no filme "Batman v. Superman: Dawn of Justice"  foi revelada na Comic-Con 2014. 
Após a publicação da nova imagem da heroína pelo site Comic Book Resources, fãs e críticos invadiram a internet para condenar furiosamente a versão “descaradamente sexualizada e machista”.
Laura Sneddon, especialista em HQs, disse ao jornal britânico The Guardian que a capa não foi bem idealizada. "As mulheres gostam de histórias em quadrinhos de super-heróis e também de cenas picantes, mas essa capa explica por que as pessoas continuam com a ideia de que quadrinhos são apenas para homens tarados”, disse ela.
Há um momento e um lugar para o estilo. Nos quadrinhos eróticos, não em histórias de super-heróis. Pelo menos ele poderia ter reduzido a conotação sexual para esse público. Foi decepcionante a Marvel escolher esse tipo de artista para fazer a capa de uma heroína”, completou Laura.
“A personagem parece estar com pintura corporal, o que é inaceitável para uma indústria que ainda está tentando lembrar que mulheres existem e que também podem ler quadrinhos e não devem se sentir enojadas quando fazem isso. Quanto à posição em que ela está... Jesus Cristo.”, escreveu Rob Bricken no site io9, que trata de ficção científica. Fonte
SPIDERWOMAN