sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Moda estabelece o duelo contra a mulher perfeita

moda duelo contra a mulher perfeitaQuarenta anos depois que a edição norte-americana da revista Vogue dedicou sua capa à Beverly Johnson (foto abaixo),  uma modelo negra de Nova York, a diversidade na moda deixou de ser uma exceção.

Beverly JohnsonNos últimos 12 meses, por exemplo, a indústria que sempre se orgulhou de tomar a dianteira na sociedade decidiu dar o exemplo.
A escolha de modelos "fora do padrão" tem permitido às  empresas  surpreender com suas campanhas publicitárias e desfiles de moda.
O corpo de Myla Dalbesio supera as medidas das modelos convencionais, mas não alcançam as das mais gordinhas. Ou seja, ela tem um corpo mais que real. Tanto que ela agora participa da última campanha de lingerie da marca Calvin Klein, batizada como Perfectly Fit
Na verdade, não sabemos se essa atitude é uma vontade real em dar visibilidade às minorias ou se tratar de mais uma jogada de marketing para ganhar espaço no mercado e mídia.
Seja como for, 2014 entra para história da moda como um marco onde de alguma forma foi subverdtida a  discriminação nas passarelas. Vamos a alguns exemplos.
Winnie Harlo 1Winnie Harlo - portadora de vitiligo.
Cassandra BanksonCassandra Bankson  - com acne.
Rebekah MarineRebekah Marine - nasceu sem o antebraço direito.
Jillian MercadoJillian Mercado - distrofia muscular.
Andreja PejicAndrej (a)  Pejic - segundo  revista New York Magazine, o homem mais bonito do mundo. E em 2011, foi eleito pela revista masculina FHM uma das "mulheres" mais sexy do mundo.  

0 comentários:

Postar um comentário