segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Modelo de sucesso larga carreira e vira freira

Olalla OliverosJovem, bonita, famosa e com uma promissora carreira no mundo da moda, teatro, televisão  e estrela de comerciais da Evax, Ford, ING Direct e outras marcas importantes. Assim era  a modelo e showgirl espanhola Olalla Oliveros.
Há 4 anos, entretanto, ela trocou toda a vida glamorosa e dos carpetes vermelhos pela religiosa. Juntou-se  ao regime de semi-clausura da Ordem de Saint Michel e mudou o nome para Irmã Olalla del Sí de María (Irmã Olalla do Sim de Maria,  em português).   
Olalla del Sí de María 2Hoje com 40 anos, Olalla (direita) tomou essa decisão quando visitou o Santuário de Nossa Senhora de Fátima, em Portugal, e passou por um forte momento  emocional. "Naquele momento, Deus me perguntou se eu o seguiria e eu não consegui recusar. Ele nunca erra", disse ela.
"Eu estava cansada de um mundo cheio de mentiras, aparências, falsidade, hipocrisias e decepção. Uma sociedade com valores errados que exalta álcool, lutas, riqueza, prazer, imoralidade sexual e fraude". E completou: "eu quero ser um modelo de promoção da dignidade da mulher e não ser usada comercialmente por isso".
Enfim,  todo sonho de Olalla se tornou um pesadelo quando o fundador e líder da ordem,  Feliciano Miguel Rosendo da Silva, foi preso sem direito a fiança, em 11 de dezembro desta ano, acusado de abuso sexual e associação criminosa.
Nova Imagem CIsso aconteceu após denúncias de vários seguidores`da seita. Rosendo (abaixo) foi detido próximo a Madrid, juntamente com a falsa freira Marta Paz, considerada o seu braço direito. Paz foi libertada logo depois de ser acusada de associação criminosa. Apesar de usar hábito de freira, ela  nunca foi ordenada.
Nas denúncias de ex-seguidores da seita constam abusos sexuais, violência física e psicológica e enriquecimento ilícito à custa dos seguidores da organização, que chegou a ser composta por 400 pessoas. Depois desse escândalo, a  ordem foi encerrada no último dia 22 pelo bispo de Tui-Vigo (Galiza). Fonte
Feliciano Miguel Rosendo  - post

0 comentários:

Postar um comentário