domingo, 18 de janeiro de 2015

Cameron Diaz declara guerra à depilação pubiana

Cameron Diaz AA post
  "Meninas, eu a mantenho completamente vestida." Esta é uma das frases de Cameron Diaz em defesa dos pelos pubianos feminino. Lançado em janeiro do ano passado, o seu livro “The Body Book” ainda é polêmico. Na verdade, não é mais uma frase perdida em um oceano de frases bem intencionadas.
cameron-diaz-livro
"Os pelos pubianos servem como uma linda cortina àquele que talvez esteja cortejando a sua sexualidade. Eles mantêm os seus tesouros privados, o que pode atiçar um amante a dar uma olhada no que você tem para oferecer", filosofa a atriz.
No livro há todo um capítulo dedicado ao assunto intitulado “In Praise of pubes” (exaltação do púbis, em português). Nesse capítulo, a atriz detona sem meias palavras a conhecida depilação brasileira, tão exaltada na indústria pornográfica,  e que priva as mulheres de algo que a natureza gentilmente cedeu. “Adorável cortina de pelos pubianos que circula essa gloriosa e delicada flor”, diz a atriz com ar de poetisa. 
“Eu ouvi falar que há uma tendência entre as jovens de depilar as partes íntimas completamente  a laser. Pessoalmente, eu acho que remoção permanente de pelos a laser uma ideia louca”, argumenta Cameron contra os procedimentos de depilação permanente. 
Outra que se une a essa batalha é a jornalista espanhola Caitlin Moran. Em seu livro “Cómo ser mujer” (como ser mulher, em português) ela abre uma frente pesada sobre o assunto qualificado por ela como “os horrores de tal prática”. 
Quem também entra nessa briga com tudo e a agência de publicidade Mother London com o seu Projeto Bush. O objetivo é mostrar às mais jovens que os pelos pubianos são naturais e que não é necessário arrancá-los. Fonte
  project_bush

5 comentários:

  1. Não entendo porque perder tempo lançando uma cruzada por conta disso, se não gosta não faça oras, não julgue as moças que fazem de cometer um crime ediondo. Deve ter uma piriquita muito da feia e quer esconder num tufo de pelos só pode...

    Anônimo diz:

    Aqui no Brasil estamos vivendo a ditadura da depilação, na qual até o homem tem que está todo depilado, pêlo não é sinal de sujeira, e olhei que muitos homens criticavam os gays por estarem depilados ou com a sombracelhas feitas, e hoje os heteros estão mais depilados do que as mulheres.

    Anônimo diz:

    Alexandre ela está "lançando uma cruzada" por um motivo maior! Não é simplesmente depilar ou não e sim não depilar para que não haja nenhum problema. Os pêlos do nosso corpo tem uma função não estão ali aleatoriamente. Antes de comentar leia atentamente e pesquise sobre o assunto.

    Anônimo diz:

    Curioso como essa prática pode ser conhecida como "depilação brasileira". Nos anos 90 tinha umas mulheres que iam à depiladora e pediam pra fazer no "estilo americano", que era exatamente isso: depilação completa. Era muito por causa dos filmes pornôs americanos em que as mulheres eram totalmente depiladas e isso não era comum por aqui. Basta uma conferida nas revistas Playboy da época: sempre tinha fotos de modelos estrangeiras e brasileiras. Enquanto a maioria das americanas era lisa, não tinha nenhuma brasileira nesse estilo. Acontece que foi exatamente nesta época que houve uma "invasão brasileira" nos EUA. Muitos imigrantes abriram salões de beleza, além de popularizar os biquinis brasileiros, com isso, a verdadeira depilação brasileira (feita com cera e mais cavada na virilha) também se popularizou. Não sei exatamente em que momento que o estilo liso total passou a ser chamado de "depilação brasileira", mas é exatamente ao contrário, ela é americana. A mesma coisa acontece em Portugal onde as pessoas chamam aquele maiô fio-dental ultrafino que só se vê nas praias americanas ou da Riviera Francesa, de "maiô brasileiro", e por aqui ninguém usa aquilo, até acha esquisito.

    penso que as mulheres devem preservar seus pêlos pubianos ,pois além de evitar entrada de bactérias ,o visual fica muito bonito , estou de acordo com a cameron diaz.

Postar um comentário