segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Modonna é acusada de racismo e pede desculpas por amordaçar líderes negros para promover novo CD

Madonna  - Rebel HeartApós publicar montagens dos líderes negros  Nelson Mandela e Martin Luther King, imitando a capa do seu último álbum,  "Rebel Heart" ("Coração Rebelde"), Madonna foi acusada de racismo na redes sociais e recebeu muitas críticas do tipo "fracassada, não se compare a Mandela".
Em seguida, a cantora pop pediu desculpas e negou qualquer tipo de má intenção nas imagens. " Desculpem. Não estou me comparando a ninguém. Estou admirando e reconhecendo os corações rebeldes. Isso não é um crime, ou  um insulto ou racismo! Eu também fiz isso com Michael Jackson, Frida Khalo e Marilyn Monroe. Eu estou dizendo que eu sou eles? Não. Estou dizendo que eles são corações rebeldes também. E eu não criei as imagens. Meus fãs criaram. E eu só postei. Meus fãs não são racistas. Se eles me colocam na mesma categoria que essas pessoas, obrigado."
Cristo Redentor - Riccardo TisciDesde a divulgação da de capa do disco, vários memes circulam na internet. Entre eles, imagens com Jesus Cristo, John Lennon, Bob Marley, Miley Cyrus e Lady Gaga, que muitos fãs especulam ser o motivo da letra de "Two Steps Behind Me", em que Madonna fala de alguém que busca copiar seu talento.
Aliás,  o estilista  Riccardo Tisci, da Givenchy,  também foi criticado pelo Cardeal Dom Orani João Tempesta, da Arquidiocese do Rio de Janeiro, ao postar no Instagram a imagem do Cristo Redentor (foto acima) com o rotos atado em fios pretos.
Nelson Mandela
Martin Luther King
Michael Jackson
Frida Khalo
Marilyn Monroe - Rebel Heart