terça-feira, 24 de março de 2015

Carmen Jordá, uma gata a toda velocidade na F1

Carmen Jordá 3credito  A espanhola Carmen Jordá, de 27 anos, é a nova piloto de testes da Lotus. Ela ficará com a equipe nesta temporada se tornando a segunda mulher a pilotar um F1 em 2015, ao lado da britânica Susie Wolff, piloto de testes da Williams (abaixo).

Susie WolffJordá tem 16 anos de carreira e começou no automobilismo no kart aos 10. Desde então, a ela teve passagens pela F3 Espanhola, pela F3 Europeia, competiu na LeMans Series em 2009 e na Indy Lights em 2010. Nas três últimas temporadas ela disputou a GP3. Além desse currículo, ela encontra tempo para seguir uma carreira de modelo.
Agora, ela faz parte da principal categoria automobilística do planeta, na equipe que conta com Romain Grosjen e Pastor Maldonado como titulares.
Quando foi anunciada, no final de fevereiro deste ano, como piloto de testes da Lotus, alguns pilotos sugeriram nas redes sociais que tratava-se de uma “mentira de 1 de abril”. Ou seja, uma demonstração clara de machismo no tal circo da F1.
Carmen Jordá
Carmen Jordá 01Carmen Jordá 1Carmen Jordá 2Carmen Jordá 7Carmen Jordá 6Carmen Jordá 4carmen_jorda_11Carmen Jordá 8Carmen Jordá 10
Lella LombardiOutras mulheres já pilotaram um F1. A italiana Lella Lombardi (acima) foi a primeira. Disputou 12 GPs por 3 equipes diferentes nos anos 1970: March, Williams e RAM. Chegou em sexta lugar no GP da Espanha de 1975. Vítima de câncer, morreu aos 50 anos, em 1992
A inglesa Divina Galica disputou apenas 3 GPs na sua curta carreira. Entretanto, é parte da história por causa do Grande Prêmio da Inglaterra de 1976, o único na história em que duas mulheres estavam inscritas, Divina Galica e Lella Lombardi
Giovana AmatiOutra piloto italiana, Giovanna Amati disputou 3 corridas pela Brabham nos anos 1990. Atualmente tem 50 anos
Sarah FisherA piloto norte-americana Sarah Fisher teve a oportunidade de pilotar um carro da McLaren depois dos treinos livres em Indianápolis, local do Grande Prêmio dos Estados Unidos de 2002. Ela guiou o modelo MP4-17, conseguiu a oportunidade graças ao patrocínio da Tag Heuer
Katherine LeggeA piloto inglesa Katherine Legge fez um teste pela equipe Minardi em 2005 no Circuito de Vallelunga, na Itália. Ela bateu o carro logo após dar duas voltas no circuito. A britânica voltou a testar o carro alguns dias depois
161944312JN003_Mercedes_BenA espanhola María de Villota foi contratada como piloto de testes da Marussia em 2012 e, em um teste pela equipe, sofreu um gravíssimo acidente, perdeu um olho e ficou internada quase um mês.

A Fórmula 1 pode ganhar uma divisão exclusivamente feminina nos próximos anos. Pelo menos esta é a ideia de Bernie Ecclestone, que comanda a categoria de elite do automobilismo mundial. A ideia é promover a participação feminina e assim atrair novos patrocinadores e fãs. Na foto acima temos a suíça Simona de Silvestro. Depois de uma tentativa não muito bem sucedida de correr na Fórmula 1, ela retornou para a Indy em 2015.

2 comentários:

  1. Anônimo diz:

    A foto da Dalica é na verdade da Danica Patrick, americana, ex-indi e atual Nascar...

    Zém diz:

    Valeu pelo toque. Já corrigi.

Postar um comentário