sábado, 9 de maio de 2015

"Como, bebo, fumo e cheiro", diz o ator Morgan Freeman sobre uso de maconha

Morgan Freeman 1credito  O ator Morgan Freeman, de 77 anos, defendeu a legalização da maconha em entrevista ao site The Daily Beast na última quarta-feira (6).
Freeman contou fazer uso da droga para aliviar as dores que sente no braço esquerdo, consequências de um acidente de carro sofrido 7 anos. Ele ainda não recuperou totalmente os movimentos e precisa usar uma luva de compressão para impedir o acúmulo de sangue.
"Marijuana pode ser útil de vários jeitos. Eu tenho fibromialgia no braço e a única coisa que oferece algum alívio para a dor é marijuana", explicou Freeman, vencedor do Oscar de melhor ator coadjuvante por "Menina de Ouro" (2005). 
Segundo o artista, a maconha entrou em sua vida por intermédio da primeira mulher, Jeanette Adair Bradshaw. "Como eu uso? Do jeito que vier? Eu como, bebo, fumo e cheiro", contou.
Atualização - O ativista Andre Du Plessis, líder do grupo Cannabis Working Group, teve uma atitude inusitada durante participação ao vivo em TV da África do Sul na noite desta segunda-feira (11). O homem acendeu um cigarro de maconha (veja vídeo no final) enquanto debatia sobre a legalização da erva com um funcionário da Central Drug Authority (agência que controla drogas no país africano).
O ator ainda comparou o uso da droga ao alcóol e disse que é preciso convencer as pessoas que bebidas não têm fins medicinais. "Se você bebe uma dose, pode até te acalmar, mas duas ou três já te deixam ferrado", criticou.
Questionado sobre os efeitos negativos da legalização da maconha, Freeman citou o festival de Woodstock, realizado em 1969, em Nova York.
"Eles disseram: 'Não vamos incomodá-los ou dizer algo sobre fumar maconha' e não houve um problema ou briga. E aí olhe o que aconteceu em 99", disse, referindo-se à edição comemorativa de 30 anos do festival, que acabou com prisões por drogas.

1 comentários:

  1. cleberk6 diz:

    ótario

Postar um comentário