quarta-feira, 10 de junho de 2015

Garota amputada supera bullying, se torna modelo e ainda desenha caveira e ossos cruzados na prótese

taylor crisp 4Por Zém - Ela tem 19 anos e passou parte de sua infância e adolescência provocada pelo bullying que sofria. Hoje, Taylor Crisp superou todos os traumas e se tornou modelo. Ela nasceu com a Síndrome Fêmur-Fíbula-Ulna, deformações ósseas que leva à amputação total da perna. Isso aconteceu quando ela tinha apenas 15 anos.
Depois de passar por tudo isso, Taylor entrou para o grupo do Suicide Girls, uma comunidade online de modelos que celebra a beleza individual e alternativa.

“Nunca estive tão confiante com meu corpo como agora. Nada pode me parar neste momento. Sai da minha concha ao me tornar modelo. Depois da primeira sessão de fotos decidi seguir em frente para ver o que acontece. A única má experiência que passei foi quando o fotógrafo tentou colocar minha perna ‘de volta’ usando Photoshop”, diz ela.
taylor crisp 1“Algumas pessoas continuam me atacando nas redes sociais, falando que não sou realmente modelo e não tenho dignidade. Isso me deixa muito triste, claro, mas estou produzindo algo que me deixa feliz. É mais fácil superar as agressões quando leio os comentários positivos", desabafa Taylor.
"Agora, só quero inspirar as pessoas que se sentem diferentes. Quero que elas saibam que não estão sozinhas. Elas não precisam ser perfeitas para conseguir grandes coisas na vida”, finaliza Taylor em entrevista ao jornal britânico Daily Mail.
taylor crisp 2
taylor crisp 5
taylor crisp 3
taylor crisp amputada
taylor crisp 6
taylor crisp 9
taylor crisp 8