sábado, 25 de julho de 2015

Gamers que trollam mulheres em jogos online são literalmente maus jogadores, garante estudo

Mulheres - games onlinePor Zém - Não novidade alguma afirmar que um dos ambientes mais hostis para as mulheres são os jogos online, onde são comuns xingamentos, cantadas, comportamento troll e por aí vai.
Segundo um novo estudo, este comportamento por parte dos homens tem origem na insegurança masculina quanto às suas habilidades nos games comparadas às habilidades femininas. A pesquisa foi publicada na revista PLOS One.
Halo 3Para entender melhor as raízes dessa misoginia, pesquisadores das universidades de New South Wales e Miami analisaram as conversas entre jogadores de videogame e demonstraram que os mais hostis contra mulheres eram os que apresentavam pior desempenho.
Coordenado pelos professores Michael Kasumovic e Jeffrey Kuzekoff Segu, o estudo observou como homens tratavam as mulheres durante 183 horas de disputas no jogo Halo 3.
Os pesquisadores observaram que, independente do nível de habilidade, os homens que tinham menor desempenho no jogo eram mais positivos com outros homens e negativos com mulheres. No entanto, os jogadores de níveis mais avançados tratavam melhor tanto jogadores como para jogadoras. Ou seja, homens sexistas são, literalmente, perdedores.
De acordo com pesquisadores, essa conclusão pode ser extrapolada para a vida real. “Como os homens confiam na agressão para manter seu status de dominação social, o aumento da hostilidade contra as mulheres pelos homens de baixa posição social pode ser uma tentativa para desprezar a performance feminina e suprimir a alteração causada por elas na hierarquia”, dizem os pesquisadores.
Megan FoxA atriz Megan Fox já declarou várias vezes que gosta de jogar e até é viciada em Halo: Reach online.