quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Helly Luv, a “Shakira curda” que canta contra o EI

Helly Luv  APor Zém - Ela tem 26 anos, foi criada na Finlândia e nos Estados Unidos. Helly Luv se tornou musa dos combatentes curdos, conhecidos como peshmergas, que enfrentam o grupo Estado Islâmico.
Seu hit “Revolution”, cantado em inglês, já foi visto por quase 2 milhões de pessoas no Youtube e ela não vacila: “Quero ajudar os peshmergas porque me considero um deles”.
Helly Luv  9Entrevistada pela agência AFP em Erbil, cidade considerada a “capital” do Curdistão Iraquiano, Luv diz que fez questão de vestir o uniforme dos combatentes de sua etnia na gravação do vídeo clipe “para encorajá-los” (assista ao vídeo no final).
Ela inclusive visitou as tropas que enfrentam o Estado Islâmico, desde que o grupo extremista ocupou um terço do Iraque há cerca de um ano.
Neta de um peshmerga e nascida com o nome Helan Abdulla, a cantora precisou deixar ainda pequena o Iraque ao lado de sua família, durante o regime de Saddam Hussein.
Helly Luv  8Ela passou a juventude na Finlândia antes de, aos 18 anos, se mudar para Los Angeles, nos Estados Unidos, em busca do sonho de ter uma carreira musical.
As canções de Helly Luv são amplamente apoiadas pelos combatentes curdos, principalmente porque estão bem distantes dos “nachids”, hinos sombrios e tristes que surgiram recentemente nas redes sociais para criticar ou até mesmo para apoiar o grupo Estado Islâmico. Toda essa animação foi o que rendeu a Luv apelido de Shakira curda.
Helly Luv 13A
Helly Luv  6
Helly Luv  1
Helly Luv  3
Helly Luv 7
Helly Luv 4Helly Luv 16Helly Luv 14Helly Luv 15
Helly Luv 5
Estado Islâmico.