quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Propaganda com Ivete Sangalo será investigada pelo Conar por zoar os homens: "todo homem é divagar"

Ivete Sangalo APor Zém - O Conselho Nacional de Autorregulação Publicitária (Conar) abriu nesta quarta-feira (12) uma investigação para apurar se houve discriminação de gênero em uma propaganda da Bombril. O vídeo diz que toda mulher é uma diva e todo homem, divagar (corruptela de devagar) e que nem com os produtos da marca eles conseguem ajudar na casa.
A investigação foi aberta após telespectadores entrarem com um pedido no Conar, alegando que se consideraram ofendidos pelo teor do vídeo, protagonizado por  Ivete Sangalo,  Mônica Iozzi e Dani Calabresa. Segundo a denúncia, a peça publicitária faz apologia à "discriminação de gênero" e "debocha da figura masculina".

Em diálogo com Mônica e Dani, Ivete diz que toda mulher é uma diva pois "a gente arrasa no trabalho, faz sucesso o dia todo e ainda deixa a casa brilhando, enquanto os homens nem com todos os produtos da Bombril ajuda na casa."
Mônica, então, afirma não ser possível fazer comparação. E Dani responde: "Para comparar dá, toda mulher é uma diva, e todo homem é divagar." O julgamento deve acontecer em setembro deste ano.
BombrilA marca diz em nota que a campanha foi desenvolvida para valorizar o protagonismo feminino. E que o vídeo "usa uma linguagem bem-humorada para ressaltar o valor da mulher na sociedade brasileira e não tem a intenção de ofender os homens ao fazer uma brincadeira com a palavra diva". Fonte: Folha de S. Paulo.
Mulheres EvoluídasEm maio de 2011, o Conar julgou o comercial da Bombril "Mulheres Evoluídas" (segundo vídeo abaixo) pelo mesmo motivo. Por decisão unânime, decidiu-se pela manutenção dos filmes no ar. De acordo com o julgamento, os “comerciais são bem-humorados e usam recursos próprios da publicidade, como o exagero, sem demonstrar riscos aos consumidores”.