segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Saiba por que o eclipse total deste domingo tem o apelido de “Lua de Sangue” e o que é a Superlua

Superlua de Sangue BBPor Zém - Um raro e belíssimo evento astronômico aconteceu na noite deste domingo (27). A partir das 23h11 (horário de Brasília), um eclipse total lunar coincidiu com uma Superlua (posição em que o nosso satélite natural fica o mais próximo possível da Terra).
Além disso, a Terra ficou perfeitamente alinhada com a Lua e o Sol, o que privou o satélite da luz que recebe do astro rei e que lhe dá sua habitual cor branca
SuperluaO fenômeno faz com que a Lua pareça maior, mais brilhante e também dá a ela uma coloração avermelhada, o que faz com que o evento receba o nome de “Lua de Sangue”.  Esse raro momento foi visto a olho nu das Américas à Índia, passando por Europa e África.
Mas por que esse fenômeno leva o nome de “Lua de Sangue”? Na verdade, essa coloração avermelhada ganha forma quando a Lua começa a entrar na parte mais escura da sombra da Terra (chamada umbra). Em seguida, ela vai adquirindo uma coloração entre o marrom e o avermelhado, cada vez mais intenso.
Lua de SangueIsso acontece porque, quando a radiação do Sol atravessa a atmosfera terrestre, ela se torna menos intensa e, filtrada, seu espectro ganha menos luz azul e mais vermelha. Espalhada na atmosfera, essa luz e se lança na Lua, que a reflete. Esse fenômeno só voltará a se repetir em 2033.
Confira abaixo um vídeo da Nasa (em inglês) que explica esse evento.
Superlua de Sangue A

0 comentários:

Postar um comentário