segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Lovato defende Kesha, feminismo e alfineta Swift

Demi Lovato - Kesha - Taylor SwiftPor Zém - A cantora Demi Lovato usou o Twitter para demonstrar o seu apoio a Kesha, que está envolvida em uma batalha judicial contra o produtor Dr. Luke, a quem alega tê-la drogado e estuprado há 10 anos.
“‪#FreeKesha‪ isso apenas vai te deixar mais forte, sua garota linda e corajosa. Minhas preces estão com você @KeshaRose”, escreveu sábado (20). Mas, na manhã deste domingo, Demi decidiu expor ainda mais o que pensa sobre a situação.
“É frustrante ver mulheres falarem sobre o seu passado apenas para serem colocadas pra baixo, desacreditadas e desrespeitadas pela sua bravura em tomar uma ação”, escreveu no primeiro de uma série de tuítes.
Nova Imagem“Acontece com muita frequência. Eu estou pronta para as mulheres serem levadas tão a sério quanto os homens… Alguém me diz por que uma pessoa séria corajosa o suficiente para se pronunciar se elas provavelmente serão ignoradas ou chamadas de mentirosas?”, continuou.
“Eu também estou pronta para feministas autoproclamadas começarem a falar ou agir pelos direitos das mulheres”. Na sequência, a Demi também falou sobre empoderamento feminino que, segundo ela, significa "tomar atitudes agora, não apenas quando for conveniente, é dar voz as mulheres que são silenciadas e falar pelas outras ainda que o assunto seja desconfortável".
kesha chora no tribunalHouve quem encarasse a frase como uma alfinetada em Taylor Swift, uma feminista declarada. Tudo começou quando a vencedora do Grammy de "Melhor Álbum do Ano" decidiu doar 250 mil dólares (pouco mais de um milhão de reais) a Kesha, depois de uma juíza da Suprema Corte americana negar, na última sexta-feira (19), uma liminar com o pedido da cantora pop gravar fora do contrato com a gravadora Kemosabe, do Dr. Luke.
Após perder essa ação, Kesha sofre novo revés. Depois de meses de luta no tribunal com uma ação contra Dr. Luke com acusação de estupro, o juiz exigiu que cantora popa apresente provas do ocorrido. Caso não consiga laudos médicos que comprovem este episódio, ela pode até mesmo perder de vez o processo. Fonte: Revista Billboard
Dr. Luke quebrou o silêncio. Nesta segunda-feira (22), o produtor usou seu Twitter para finalmente falar sobre as acusações que recebe de Kesha e família de estupro e ainda chamou a atenção para as reais intenções por trás do advogado da artista.
“Eu não a estuprei e nunca fiz sexo com ela. Kesha e eu fomos amigos por muitos anos e ela era como minha irmã mais nova. Kesha negou em julgamento as horríveis alegações feitas a mim. Aqui está o testemunho”, escreveu o produtor retuitando uma série de reportagens de uma deposição feita pela cantora há alguns anos. Na época, Kesha negou qualquer uso de drogas ilícitas e estrupro.