terça-feira, 12 de abril de 2016

Jornal Financial Times diz que cenário político brasileiro está mais para os zumbis de "The Walking Dead" do que para "House of Cards"

The Walking Dead - Poltica BrasileriaPor Zém - Ao divulgar a quarta temporada da série "House of Cards", a Netflix fez memes da atual situação políticas brasileira. Mas segundo o jornal britânico Financial Times de hoje (11), o cenário atual está mais próximo da realidade dos zumbis de "The Walking Dead".

"Seja por causa do envolvimento em corrupção ou apenas pelo oportunismo cínico, os principais atores políticos no Brasil estão perdendo rapidamente a legitimidade aos olhos de um eleitorado cansado", diz o FT, que destaca o avanço do movimento que pede novas eleições gerais e dá como exemplo os cartazes com a inscrição "Fora Todos" na Avenida Paulista, em São Paulo, nos últimos dias.
House of Cards e Politica BrasileiraJá o ator Kevin Spacey, que interpreta o ambicioso político Frank Underwood na série "House of Cards", da Netflix, ironizou nesta segunda-feira (11) as semelhanças entre seu impiedoso personagem e alguns candidatos à presidência dos Estados Unidos.
"Frank Underwood é um personagem de ficção. Alguns dos candidatos presidenciais nos EUA também parecem ser", declarou Spacey, sem referências diretas, durante a apresentação das novidades de Netflix no complexo cinematográfico Cité du Cinéma de Saint-Denis, ao norte de Paris.
Spacey traçou um paralelismo entre o roteiro da série que protagoniza e a realidade da política americana, comparação que ele diz provocar reflexões.
"Às vezes, quando chego ao hotel após gravar, me pergunto: 'Fomos longe demais? Será que exageramos?' Depois ligo a televisão, vejo as notícias e penso: 'Ficamos aquém'", brincou o ator.
Hillary Clinton - Politica USAConsagrado pelas atuações em "Beleza Americana" (1999), de Sam Mendes, que o rendeu o Oscar de melhor ator, e "Os Suspeitos" (1995), de Bryan Singer, pelo qual ganhou a estatueta como melhor coadjuvante, Spacey também mencionou os comentários feitos pela classe política sobre "House of Cards".
Alguns nomes da política real, tanto democratas como republicanos, se queixam que a série, que mostra a uma ambição e falta de escrúpulos entre a elite política americana, é fantasiosa demais, explicou o ator.
"Outros me dizem: 'É mais realista do que as pessoas deveriam saber'", ironizou o protagonista da série, que está na quarta temporada.
GOP 2016 Trump